Pé na bunda definitivo de Kvyat vem aí. Resta saber se substituto é novato ou rebaixado

Daniil Kvyat não consegue entregar resultados nem próximos dos de Pierre Gasly - com o mesmo carro. Então, o 2021 do piloto é a saída da Fórmula 1. Mas quem será o substituto?

“Pé na bunda” é um expressão interessante: a definição clássica é no sentido figurado, mas há casos em que é possível utilizá-la quase de forma literal. Explico: Daniil Kvyat, por exemplo, vai levar um da AlphaTauri e da Red Bull ao final da temporada 2020 e terá um substituto na Fórmula 1. Isso é certo. O detalhe é que ele sequer tenta fugir.

A inércia do russo vai facilitar o pé na bunda que irá levar a qualquer momento. Ele fica lá, paradinho, não reage, não melhora, não evolui, não chega nem perto de Pierre Gasly, que tem o mesmo carro. E vive reclamando, culpando o que a equipe lhe entrega. É como se ele fizesse de tudo para facilitar o chute – ele nem busca fugir do destino já traçado.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Daniil Kvyat não vai seguir na AlphaTauri – ou não deveria (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Não será o primeiro, claro: Kvyat já levou um em 2016, quando foi rebaixado da Red Bull para a então Toro Rosso; e outro, que parecia ser o final, em 2017. Mas, após apenas um ano fora, os touros entregaram de bandeja mais uma prova de que seu programa de jovens pilotos é falho ao recontratar o russo.

E o que ele entregou nessa terceira chance? Absolutamente nada. Claro, houve o pódio no insano GP da Alemanha de 2019, mas este cada vez mais foi se mostrando um acaso do que fruto de trabalho.

A comparação com Gasly volta neste tópico: rebaixado da Red Bull para a AlphaTauri no mesmo 2019, ele conseguiu segurar Lewis Hamilton no GP do Brasil e conquistar a segunda posição. Poderia ser, tal como o pódio de Kvyat, um feito único – mas não.

Gasly está de olho na Red Bull (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

O francês venceu o GP da Itália neste ano – e vitórias não caem no colo, o piloto precisa entregar o suficiente para que, quando o milagre parece possível, ele possa concretizá-lo. Além disso, terminou sete das 12 etapas à frente do russo, sendo que, das outras cinco, precisou abandonar duas, e Kvyat nunca ficou mais de uma posição acima do companheiro na zona de pontos.

O resultado de momento, na classificação, é Gasly em nono, Kvyat em 14°, e 49 pontos de diferença: 63 a 14. Adeus, Kvyat.

Nico Hülkenberg observa a vaguinha se abrindo (Foto: Mark Thompson)
Mas quem entra?

Quem será o substituto de Kvyat? A pergunta é difícil de ser respondida, mas o tabuleiro é grande e tem várias peças, com diversas possibilidades de movimentação.

Os nomes do jogo são estes: Nico Hülkenberg, Sergio Pérez, Pierre Gasly, Alexander Albon e Yuki Tsunoda. Comecemos por aí. Há quem só pode pintar no time principal, há quem apenas no secundário, e há quem esteja balançando na tênue linha que divide os carros azuis dos brancos.

Sergio Pérez ainda não tem vaga definida para a próxima temporada da F1 (Foto: Racing Point

Hülkenberg e Pérez só podem fazer um movimento: o de ocupar a casa vazia na Red Bull, topando a ideia de ser escudeiro de quem a equipe realmente quer que seja campeão do mundo – Max Verstappen.

Ambos são declaradamente observados pelos chefes, que com isso praticamente desistem de formar pilotos capazes de entregar o que o holandês consegue na F1. Se ninguém criado em casa dá certo, que apelem para dois que simplesmente querem ficar na categoria.

Se um deles for contratado, a disputa passa ser exclusivamente pelo espaço na AlphaTauri, mas fica claro o que irá ocorrer: Gasly e Alexander Albon formariam a dupla no time de baixo, já que nada indica uma dispensa do tailandês, mesmo que cobrado constantemente para que se aproxime de Verstappen.

F1; RED BULL; HELMUT MARKO; ALEXANDER ALBON; MONZA;
Helmut Marko e Alexander Albon conversam no paddock. Piloto tailandês está ameaçado na Red Bull (Foto: Honda Racing)

Ao mesmo tempo em que podem formar a dupla secundária, eles brigam para não fazer com que os chefes apostem nos mais experientes. O problema é que nem Gasly, nem Albon, rendem mais na Red Bull do que na AlphaTauri.

Não seria este o lugar deles? Mesmo que quando Gasly venda seu peixe para voltar ao time de cima, é citando os resultados que conquistou no de baixo.

Se a leitura for de que não, e que um deles seja a peça que vai para a Red Bull, o jogo altera seu caminho. E o substituto de Kvyat passa a ser alguém que seja utilizado pelo princípio da existência da AlphaTauri: um piloto do programa de jovens da marca.

Tsunoda pode guiar a AlphaTauri em 2021 (Foto: Reprodução/F2)
A peça final

E este tem nome: Yuki Tsunoda só entra na partida se Gasly ou Albon subirem – ou, claro, se Christan Horner e Helmut Marko se irritarem demais com um deles -, e sabe disso, já que foi avisado que deve buscar os pontos para a superlicença.

A missão do japonês, atualmente terceiro colocado na F2, é torcer para que Albon ou Gasly empolguem os chefes a ponto de estar na Red Bull, e que Hülk e Pérez tenham zero interesse em ir para uma equipe que não a principal. Se tal torcida der certo, estará na F1 em 2021. É a última peça do jogo, mas a que mais mudaria o destino.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube