Impedido de brigar com Hamilton, Rosberg vê decisão da Mercedes “totalmente compreensível”

Nico Rosberg afirmou que é completamente compreensível a postura da Mercedes de proibir a ultrapassagem em Lewis Hamilton. Germânico disse que equipe teria mesma postura se posições fossem invertidas e garantiu que chegará a hora de disputar com o companheiro

As informações do GP da Malásia em tempo real
A classificação do Mundial de Pilotos
A classificação do Mundial de Construtores
As imagens deste domingo na Malásia

Ao contrário da raiva que tomou conta da Red Bull, o clima na Mercedes é de paz e amor. Enquanto Lewis Hamilton admite que Nico Rosberg era quem deveria estar no pódio neste domingo (24), o germânico afirma que é totalmente compreensível que a Mercedes não o tenha autorizado para disputar a terceira posição com o companheiro. 
 
Mais rápido que Hamilton na parte final do GP da Malásia, Rosberg ouviu de Ross Brawn que a dupla deveria poupar combustível e pneus, e manter as posições na pista. O germânico até tentou questionar o chefe do time, mas acabou acatando a decisão. 
Apesar da ordem, clima segue tranquilo na Mercedes (Foto: Mercedes)
“É um esforço de equipe e eu respeito a opinião do time”, declarou. “Foi um dia importante. Tivemos momentos difíceis nos últimos anos, de modo que ser terceiro e quarto, e lutando com as Red Bull, é um marco importante”, considerou. 
 
Ainda, Rosberg disse ter certeza que se as posições estivessem invertidas, com ele na frente de Hamilton, a atitude da Mercedes teria sido a mesma. 
 
“É completamente compreensível que o time queira que nós tragamos para casa em terceiro e quarto, e eu sei que, se fosse o contrário, eles teriam feito a mesma coisa”, apontou. “Haverá oportunidades de disputa entre companheiros de equipe no futuro.”
 
Hamilton, por sua vez, declarou que ficaria feliz em retribuir o favor em uma próxima oportunidade, mas Nico avaliou que não há necessidade. “É bom ouvi-lo dizer isso. Foi fair play para mim hoje.”
 
“Eu não diria que eles me devem, porque eu entendo. Eu piloto para a Mercedes e para os rapazes em casa que dão a vida para construir carros e fazer um trabalho tão fantástico”, falou. “É claro, tem um pequeno lado de mim que quer ir com tudo até o final e ser o cara no pódio, mas vai chegar a hora disso”, concluiu. 
A cobertura do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
Siga o Grande Prêmio no Twitter
Curta a página do Grande Prêmio no Facebook

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube