Button aposta em salto da Mercedes em 2024 e vê Hamilton “mais confortável e confiante”

Embora a Ferrari tenha mostrado uma evolução maior no fim da última temporada, Jenson Button acredita que a Mercedes pode contar com Lewis Hamilton para se tornar a principal adversário da Red Bull em 2024

Após dominar a Fórmula 1 na última década, conquistando oito títulos do Mundial de Construtores, a Mercedes está vivendo um momento de baixa. O seu principal piloto, Lewis Hamilton, não vence uma corrida há mais de dois anos, sendo o seu último triunfo o GP da Arábia Saudita de 2021. Mesmo com a acentuada melhora da Ferrari durante as últimas etapas da temporada passada, Jenson Button acredita que a equipe comandada por Toto Wolff será a principal adversária da Red Bull em 2024.

De acordo com o campeão mundial de 2009, o histórico do time de Brackley mostra que os alemães nunca devem ser descartados de uma possível disputa pelo título. “Se você olhar para os últimos dez anos neste esporte, no final, a Red Bull ou a Mercedes sempre estiveram na frente”, disse o britânico à Sky Sports. “Na verdade, o campeão mundial sempre tem sido uma das duas equipes desde 2010.”

“Eu gostaria de dizer que a Ferrari poderia entrar nessa disputa. Seria legal ver isso acontecendo. Eles eram os concorrentes mais próximos [da Red Bull], especialmente no fim da temporada passada”, observou.

Mesmo acreditando no potencial da escuderia de Maranello, Button prefere apostar as suas fichas na mudança radical que os alemães estão trazendo ao W15. “Acho que a Mercedes vai melhorar bem [para 2024]”, destacou, antes de frear a própria expectativa: “Não sei se será o suficiente.”

Jenson Button acredita que Hamilton será fator importante para a Mercedes em 2024 (Foto: Mercedes)

O piloto de 44 anos, que vai competir no WEC pela equipe JOTA em 2024, destacou ainda que Hamilton pode ser um fator decisivo para as Flechas de Prata. Mesmo que não tenha brigado pelo título nos últimos anos, Jenson destaca a persistência de seu compatriota.

“Quando você fica tanto tempo ganhando e de repente isso é tirado de você, pode acontecer de duas maneiras diferentes. Ou você pensa em se aposentar, ou você fica com mais vontade de ir para a pista e mostrar resultados. Acho que Lewis se encaixa nessa segunda situação”, apontu Button, que não acredita que o dono do #44 tenha perdido seu talento: “Em questão de velocidade, Lewis está tão bom quanto sempre esteve. Ele também parece se sentir muito mais confortável agora e tem mais confiança em suas habilidades, o que lhe faz cometer menos erros.”

“Ele está melhor agora do que estava há cinco ou seis anos”, enfatizou. “Quando alguém tem um carro que é competitivo o suficiente para lutar por vitórias, é difícil vencê-lo. Podemos ver isso acontecendo com Max Verstappen no momento.”

Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro, com os testes coletivos da pré-temporada no Bahrein, no circuito de Sakhir.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.