Kvyat minimiza permanência em 2020: “Já sabia que ficaria”

Daniil Kvyat tem vaga garantida na AlphaTauri em 2020, mas minimizou a assinatura do novo contrato, afirmando que a permanência era praticamente certa. Piloto russo também falou dos passos dados para 2020 com a Honda

A semana de Daniil Kvyat começou com a confirmação de sua permanência na Toro Rosso [que vira AlphaTauri] em 2020. Após um período fora da F1 em 2018, o piloto retornou neste ano e registrou um incrível pódio no GP da Alemanha, com o terceiro lugar.

Antes do GP do Brasil, Kvyat demonstrou que tinha confiança em sua permanência na equipe de Faenza. Ele correu no time em 2014, 2016 e 2017 antes do retorno em 2019.

"Eu sabia que ficaria, mas a confirmação veio dois dias antes. Não foi uma surpresa, mas é sempre bom saber o que vai acontecer e sou grato pela oportunidade", comentou Kvyat em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO.

Daniil Kvyat (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

A Toro Rosso foi o único time fora do eixo Mercedes-Ferrari-Red Bull a conquistar um pódio em 2019. Com a permanência, Kvyat espera que o time mantenha a boa forma em 2020, com pequenas mudanças.

 
"A Honda deu um grande passo neste ano e óbvio que um próximo passo seria ótimo. Deste ponto, não estou preocupado. O progresso foi bom, vamos tentar fazer o mesmo. Não parece que teremos grandes mudanças em 2020, só precisamos melhorar o carro aqui e ali", citou.

Recentemente, o russo se tornou pai pela primeira vez. Apesar do marco na vida, ele afirmou que evita misturar coisas pessoais com as atividades profissionais.

 
"Eu não diria que mudou muita coisa. Estive ocupado com algumas coisas, mas assim que você entra na pista, você deixa tudo para trás, foca no profissional e nas corridas. É o melhor jeito, não muda. Pista é pista, vida é vida", declarou.
Daniil Kvyat (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

O #26 também deu sua opinião em relação ao autódromo de Interlagos. Ele afirmou que é uma pista legal de se pilotar pelas características de pistas antigas, mas evitou fazer uma lista de melhores pistas.

 
"Eu gosto. Tem coisas que você não consegue ver na TV, que são as subidas e descidas. São impressionantes. É legal, tem curvas bem antigas, rápidas, legais de se pilotar. Eu não tenho ranking, não ligo, o que me importa é a pista que vou rápido. Quanto mais velho eu fico, menos eu ligo para pista preferida", concluiu.
 

O GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar