Norris exime McLaren de culpa por 9º lugar no Catar: “Furo no pneu arruinou tudo”

Piloto britânico livrou equipe de culpa por resultado ruim em Losail. Daniel Ricciardo, 12º, revelou problemas na McLaren e justificou performance ruim no Catar

F1 NO CATAR: HAMILTON VENCE, VERSTAPPEN 2°, ALONSO NO PÓDIO | Briefing

Lando Norris isentou a McLaren de culpa pela nona colocação no GP do Catar deste domingo (21). O piloto de 22 anos admitiu a decepção com o resultado, mas não colocou a escuderia como responsável pelo resultado opaco na prova que foi vencida por Lewis Hamilton, com Max Verstappen em segundo e Fernando Alonso em terceiro.

Com somente dez voltas para o fim do GP do Catar, Norris era o quarto colocado – um sólido resultado para a McLaren. Entretanto, o piloto britânico sofreu com um furo no pneu no fim da corrida em Losail e teve que ir aos boxes, cruzando a linha de chegada somente em nono lugar.

Desempenho da McLaren não foi bom neste domingo (21) (Foto: McLaren)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Foi bom, poderia ter sido melhor. Nós não avaliamos bem como time. Hoje, não consegui acelerar o necessário devido a algumas razões. Mas o furo no pneu arruinou tudo. Nós deveríamos ter conseguido o quarto lugar e vejo que Pérez quase alcançou o Alonso. Talvez eu conseguisse uma quinta posição”, afirmou.

“Não é culpa do time. Não tinha nada o que fazer e estou orgulhoso do que fizemos. Não é culpa nossa que acabamos em nono”, concluiu Norris.

Três posições atrás do companheiro de equipe, Daniel Ricciardo garantiu o 12º lugar, fora da zona de pontuação. O australiano não conseguiu emplacar um bom ritmo em praticamente nenhum momento da corrida e, devido a isso, justificou os problemas enfrentados por sua McLaren.

“Estou feliz que acabou porque foi uma corrida bem dolorosa, na verdade. Muitos pilotos tiveram furos. Quero ver de novo. Acho que estava entre Stroll e Charles [Leclerc] e, quando chegamos à primeira curva, não conseguia ver as marcações de frenagem. Não sabia onde estava a curva um e freei muito cedo. Estava bem no meio e em terra de ninguém. Tirei o pé para me assegurar de que nada estúpido aconteceria na primeira curva e vi um aviso de combustível. Me falaram para conservar combustível”, explicou Ricciardo, detalhando a largada.

“Eu conservei tanto que meus pneus e os freios ficaram frios. Por vezes, 2s mais lento a cada volta. Em certo ponto, parecia que não conseguiríamos chegar até o final. Algo de errado aconteceu e precisamos checar o que houve. Fomos meros passageiros por 75% da corrida”, alertou.

GRANDE PRÊMIO lança especial que celebra carreira de Valentino Rossi. ACESSE

Na briga pelo terceiro lugar no Campeonato de Construtores, a McLaren saiu no prejuízo. Rival direta pelo posto, a Ferrari conseguiu o 7º e 8º lugares, respectivamente, com Carlos Sainz e Charles Leclerc. Agora, a escuderia italiana soma 297,5 pontos na tabela, contra 258 da equipe comandada por Zak Brown.

Fórmula 1 volta a acelerar em duas semanas, entre 3 e 5 de dezembro, com outra corrida nova no calendário: o GP da Arábia Saudita, nas ruas de Jedá.

GRANDES VIRADAS DA F1 + OS GUARDIÕES DA BANDEIRA DE HAMILTON | TT GP #39
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar