Latifi perde controle e sofre primeiro acidente da Fórmula 1 2020 na Áustria

Nicholas Latifi atacou demais a zebra da curva 1 do Red Bull Ring, o que causou uma rodada e um toque contra a barreira de pneus no TL3. O canadense é o único estreante no grid

Não demorou muito até termos um carro na barreira de pneus no Red Bull Ring. A honra duvidosa de sofrer o primeiro acidente da temporada 2020 coube a Nicholas Latifi: o único estreante do grid atacou demais a zebra da curva 1 durante o terceiro treino livre deste sábado (4) e, como consequência, danificou a Williams FW43.

Depois de passar por cima da zebra, Latifi ainda tentou acelerar para evitar a rodada. Não adiantou muito: o carro guinou para a esquerda e encontrou a barreira de pneus. A boa notícia é que os danos foram praticamente limitados à asa dianteira, o que significa que a Williams não vai ter de gastar muitas peças de reposição numa tacada só.

Nicholas Latifi
Nicholas Latifi bate na saída da curva 1 do Red Bull Ring (Foto: Reprodução)

A curva 1 se tornou um trecho temido por pilotos no Red Bull Ring. Os três treinos livres tiveram pilotos perdendo controle, escapando ou rodando. Latifi é o único, entretanto, que sofreu danos por isso até aqui.

O acidente rendeu bandeira vermelha por aproximadamente cinco minutos. Quando a sessão recomeçou, Lewis Hamilton voltou a voar baixo para ser o mais rápido. O britânico, assim como a Mercedes em si, já surge como favorito à pole no treino classificatório deste sábado.

A Fórmula 1 volta a acelerar logo mais, a partir de 10h (horário de Brasília), com o treino classificatório que vai definir o primeiro pole-position da categoria em 2020. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube