Leclerc diz que 4° lugar “parece vitória”: “Esperava no máximo ficar em oitavo”

Com uma Ferrari em péssima fase, ficar próximo do pódio já é um triunfo para seus pilotos. Por isso, o monegasco saiu feliz do GP dos 70 Anos

Pode até passar batido a quem não sabe ou lembra que a fase da Ferrari é das piores da história da equipe, mas uma das principais surpresas do GP dos 70 Anos deste domingo (9) foi o quarto lugar conquistado por Charles Leclerc, na corrida vencida por Max Verstappen.

O monegasco até chegou a andar em posição de pódio, antes de Lewis Hamilton e a Mercedes apostarem na troca de pneus no final da prova. Não foi possível segurar o hexacampeão, mas o resto do grid estava bastante distante, e o quarto posto foi segurado com facilidade.

Assim, Leclerc celebrou a posição ao final: “Estou muito feliz. Parece uma vitória. Não é que eu goste de chamar um quarto lugar de vitória, mas no momento é o que dá”, comentou.

“E quando eu vejo os resultados do meu trabalho na pista dá uma satisfação enorme. Eu esperava no máximo ficar em oitavo, ou até mais atrás, então estou extremamente feliz”, seguiu.

O monegasco em Silverstone (Foto: AFP)

A prova foi tão boa para Leclerc que ele já espera que a Ferrari analise os motivos que levaram seu carro a ser tão rápido: “Não consigo entender ainda. Em temos difíceis como esses precisamos aproveitar todas as oportunidades, e assim fizemos hoje”, concluiu.

Ele foi a 45 pontos e é o quarto colocado no Mundial, passando Lando Norris. A distância para Valtteri Bottas, porém, é grande: o terceiro colocado tem 73.

A Fórmula 1 volta já na semana que vem, mas enfim deixa Silverstone: o próximo palco é Barcelona, com o GP da Espanha.

Paddockast #73 | A volta da Fórmula E
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar