Leclerc evita criticar Vettel após Q3, mas pede que “isso não aconteça de novo”

Charles Leclerc foi atrapalhado por Sebastian Vettel no Q3 em Abu Dhabi nesta noite de sábado (30), mas evitou polemizar. O monegasco só tem um objetivo para o domingo: tirar a diferença de 11 pontos para Max Verstappen e fechar o Mundial em terceiro. Sebastian Vettel, por sua vez, se defendeu sobre a polêmica e culpou o tráfego

Chega o fim da temporada e, com ele, mais uma polêmica envolvendo Sebastian Vettel e Charles Leclerc. Na última saída para tentativa de volta rápida no Q3 na noite de treino classificatório deste sábado (30) em Abu Dhabi, o alemão estava à frente do companheiro de equipe, porém vinha mais lento. O ritmo de Vettel atrapalhou Leclerc, que não conseguiu abrir sua última volta em tempo. No fim das contas, o monegasco vai largar em terceiro, com Vettel fechando a segunda fila toda vermelha em Yas Marina.
 
Questionado sobre o assunto em entrevista coletiva pouco depois da classificação, Leclerc evitou polemizar, mas falou uma frase que vem se tornando um mantra na Ferrari.
 
“Não tenho ideia. É a vida, às vezes isso acontece e não sei se foi uma situação de azar ou se poderíamos ter feito algo melhor, mas vamos analisar e tentar entender para que isso não aconteça novamente”, disse.
Charles Leclerc não conseguiu abrir em tempo sua última volta rápida em Yas Marina (Foto: Reprodução)
Vettel, por sua vez, se defendeu e culpou o tráfego à sua frente pela lentidão e se eximiu de mais uma polêmica na equipe de Maranello.
 
“Essa é uma pista ruim para nós. Eu acho que Albon teve uma McLaren à frente dele, então não acho que tenha sido falha de ninguém. Foi uma pena. Meus pneus estavam frios e eu perdi na primeira curva. Vamos tentar ver o que vai acontecer amanhã”, comentou.
 
Quando perguntado se é possível vencer neste domingo em Abu Dhabi, mesmo levando em conta a força da Mercedes, Leclerc não teve dúvidas. O monegasco ainda apontou seu principal objetivo para a corrida: tirar a diferença de 11 pontos que o separa de Max Verstappen para fechar o Mundial como terceiro colocado.
 
“Sim, definitivamente, e vou correr um pouco de risco no início. Preciso assumir alguns riscos e terminar à frente do Max no campeonato. Então, no fim das contas, vou dar tudo e ver o que acontece”, comentou.
 
Por fim, Leclerc falou sobre a mudança de estratégia no fim do Q2. O piloto havia feito sua melhor volta com os compostos macios, mas trocou para os médios e conseguiu subir para o topo da tabela, assegurando assim a estratégia de largar com os compostos amarelos neste domingo.
 
“A equipe estava bem ciente de que iríamos com os macios. Fiz uma boa volta com os médios, então pensei que não seríamos tão rápidos com os médios, mas conseguimos”, comemorou.
 
O GP de Abu Dhabi tem largada marcada para 10h10 (horário de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Paddockast # 44
RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar