Leclerc se queixa de falta de espaço contra Verstappen na Áustria: “Ficou claro”

Charles Leclerc não tem dúvidas de que foi espremido por Max Verstappen no GP da Áustria. O monegasco vai “deixar os comissários decidirem”, mas pensa que o holandês merece punição após manobra que valeu a vitória

Charles Leclerc não está de acordo com a postura de Max Verstappen nas voltas finais do GP da Áustria deste domingo (30). O piloto monegasco não curtiu ser prensado pelo rival holandês na briga pela liderança na curva 3, quando precisou ir para a área de escape após toque.
 
De acordo com Leclerc, Verstappen mudou de postura na hora da ultrapassagem. Depois de dar espaço em voltas anteriores, o monegasco sentiu que não teve para onde ir.
 
“Como um todo, a corrida foi boa. Eu tive um pouco mais de degradação do que esperava no fim, então o Max [Verstappen] me alcançou”, recordou Leclerc. “Eu vou deixar os comissários decidirem, mas para mim, dentro do carro, foi muito claro. Não sei como pareceu do lado de forma, mas veremos”, seguiu.
Verstappen ganha a posição de Leclerc no GP da Áustria (Foto: Reprodução)

“Eu estava por fora, assim como na volta anterior. Foi tranquilo [na volta anterior] porque ele deixou espaço na saída da curva, mas não deixou na volta seguinte. Nós nos tocamos e eu precisei ir para fora. Depois é óbvio que não tive chance de passar de volta, o que é uma pena”, encerrou.

 
Leclerc viu a vitória escapar após comandar a corrida até a volta 68 de 71. O monegasco, entretanto, conseguiu o melhor resultado da carreira com o segundo lugar. Valtteri Bottas completou o pódio.
 
 
Paddockast #23
Lágimas em Le Mans

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube