Hamilton fala em “um dos maiores desafios de um atleta no mundo” ao seguir no topo da F1

Lewis Hamilton divide com Michael Schumacher o posto de maior campeão da história da Fórmula 1 e conquistou os últimos quatro títulos mundiais. Na visão do britânico, muito mais difícil que chegar ao auge é se manter nele. Por isso, o piloto revelou alguns elementos-chave para permanecer no topo

Como foi o terceiro e último de pré-temporada da F1 em Sakhir (Vídeo: GRANDE PRÊMIO)

“Tentar melhorar sempre e não deixar a peteca cair”. É assim que Lewis Hamilton se desafia dia após dia para manter a condição de homem a ser batido na Fórmula 1. O heptacampeão mundial e recordista em números de vitórias, com 98 triunfos, e de poles, com 98, conquistou o título de forma consecutiva nos últimos quatro anos e agora, em 2021, vai tentar o pentacampeonato seguido, como Michael Schumacher fez entre 2000 e 2004.

Mesmo estando na Mercedes, a equipe mais poderosa do grid desde o início da era híbrida, em 2014, Hamilton descreve como um enorme desafio permanecer no topo de um esporte tão competitivo durante tanto tempo.

Lewis Hamilton descreveu como “um dos maiores desafios que um atleta no mundo enfrenta” seguir no topo da Fórmula 1 (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Tudo sobre o terceiro dia de pré-temporada da F1

“Esse é um dos maiores desafios que um atleta no mundo enfrenta. O objetivo é sempre tentar melhorar e não deixar a peteca cair nas outras áreas em que você é forte. Concentrar nos pontos fracos enquanto você mantém os outros pontos fortes”, declarou o piloto de 26 anos durante entrevista coletiva no último fim de semana de pré-temporada da Fórmula 1, no Bahrein.

“E posso dizer que não é uma tarefa fácil. Houve momentos em que melhorei em algumas áreas e, em outras, caí um pouco”, salientou.

Hamilton ressalta que, por mais que se dedique e trabalhe para melhorar sua forma física e técnica, a tarefa de se manter no topo não é realizada sozinha. Muito pelo contrário.

“Muito disso também é sobre colaboração. É trabalhar com seus engenheiros, desafiar seus engenheiros, fazer com que eles te desafiem em áreas nas quais eles sentem que podem encontrar melhores maneiras de trabalhar juntos”, explicou Lewis.

“Isso remete aos níveis de energia, condicionamento físico e saúde mental. Acho que todos esses fatores e elementos-chave são importantes para buscar trabalhando a todo vapor. Naturalmente, estamos no limite como atletas em competição e, portanto, é um equilíbrio muito difícil de alcançar”, concluiu o heptacampeão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube