Hamilton diz que Mercedes fez testes com Russell na Espanha e crê em vitória em 2022

Lewis Hamilton saiu otimista com o rendimento da Mercedes no GP da Espanha e disse crer em vitória ainda nesta temporada, além de revelar algumas alterações no carro de George Russell em relação ao seu em Barcelona

POR QUE A FÓRMULA 1 2022 COMEÇA AGORA PARA A MERCEDES?

A Mercedes levou diversas modificações ao GP da Espanha, no último final de semana, a grande maioria com o objetivo de parar com o interminável quique que tanto prejudica o W13. E a experiência parece ter sido positiva, já que os dois pilotos da equipe conseguiram terminar dentro do grupo dos cinco primeiros. Lewis Hamilton, quinto colocado, acredita até mesmo que sua equipe possa brigar por vitórias ainda este ano.

“Sim, definitivamente”, respondeu Hamilton ao ser questionado se o carro da Mercedes ainda pode vencer corridas em 2022 com as mudanças da Espanha. “Fizemos um monte de melhorias no carro, o ritmo de corrida está muito melhor e o carro responde muito bem na corrida. Só temos algumas melhorias pra fazer na classificação”, elogiou.

Com um carro que não havia oferecido nenhuma resistência aos modelos de Red Bull e Ferrari em 2022, a Mercedes conseguiu apresentar um rendimento superior em Barcelona e até viu George Russell duelar com Max Verstappen durante várias voltas ao defender a primeira posição. Hamilton revelou que o #63 recebeu uma alteração no carro que o beneficiou na disputa, algo que não pôde ser feito no monoposto de Lewis devido ao regime de parque fechado.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Lewis Hamilton terminou em quinto o GP da Espanha, depois de cair para último na primeira volta (Foto: Mercedes)

“Nossos carros estavam um pouco diferentes”, revelou Hamilton. “Nós experimentamos algo no carro de George [Russell] que acabou sendo a melhor forma de ir na classificação, então talvez na próxima corrida eu possa usar também”, afirmou.

A situação poderia ter sido ainda melhor para a Mercedes, se não fosse por dois momentos chave da corrida. Ainda na primeira volta, um toque entre a Haas de Kevin Magnussen e a Mercedes de Hamilton causou um furo de pneu ao heptacampeão, que precisou se arrastar aos boxes e chegou a perguntar à equipe se não seria melhor desistir da prova e economizar o motor.

No entanto, Peter Bonnington, o ‘Bono’ — engenheiro de Hamilton — convenceu o britânico a permanecer na disputa, sob o argumento de que um oitavo lugar ainda era possível. Lewis fez ainda melhor do que o esperado e se encontrava em quarto nas voltas finais, mas um problema no W13 fez o piloto ter que tirar o pé do acelerador e ceder a posição para a Ferrari de Carlos Sainz.

Apesar do anticlímax no final da prova, Hamilton destacou a escalada que conseguiu fazer no grid em um circuito apertado como o da Espanha para argumentar que conseguiria duelar com os carros da Red Bull caso não tivesse se envolvido no incidente com Magnussen.

Russell carregou algumas mudanças no carro e travou bela batalha com Verstappen na Espanha (Foto: Reprodução/F1 TV)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Esse é um ótimo sinal, estamos indo na direção certa e não tenho dúvida de que em certo ponto…”, disse o heptacampeão, em alusão a uma possível batalha pela vitória. “Porque se eu não tivesse aquilo [a batida com Magnussen na primeira volta], estaria lutando com as Red Bull. Isso me dá muita esperança de que em certo ponto estaremos na briga”, salientou.

Por fim, o piloto britânico preferiu não tecer previsões sobre a próxima corrida, já neste final de semana, em Mônaco. A Mercedes tem se destacado nas curvas de baixa velocidade, predominantes no circuito do Principado, mas Lewis ainda crê que seja cedo para ver a equipe largando na primeira posição. “Eu não sei nós seremos rápidos o bastante para isso. Não acho que seremos rápidos o suficiente para nos classificarmos em primeiro por enquanto”, completou.

O GP de Mônaco está marcado para acontecer já neste final de semana, entre os dias 27 e 29 de maio.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar