F1

Líder, Bottas aprova carro da Mercedes, mas mantém cautela e lembra que “próximos dias é que valem”

Valtteri Bottas avaliou que o carro da Mercedes esteve com bom equilíbrio perto do fim da sexta-feira e encontrou um caminho para o restante do fim de semana, mas com a ressalva de que é só o começo dos trabalhos na China. Ainda avaliou que, se a Ferrari é mais rápida nas retas, a Mercedes é melhor nas curvas

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Valtteri Bottas terminou esta sexta-feira (12), primeiro de atividades de pista para o GP da China de Fórmula 1, como o piloto mais rápido do grid. Superou Sebastian Vettel de perto, mas sobrou em relação a Lewis Hamilton. Em vez de afirmar que o Bottas da Austrália voltou, o finlandês lembrou que sábado e domingo é que são decisivos e que a Ferrari ainda é mais rápida nas retas.
 
De acordo com Bottas, aliás, a Ferrari pode até ser melhor nas retas, mas é a Mercedes quem se apresenta com mais velocidade nos contornos das curvas. Um indicativo de que as duas rivais vão para o sábado da classificação sem favoritismo.
 
“O dia terminou OK. Chegamos ao topo das tabelas de tempo, mas é sempre muito difícil achar um bom equilíbrio ao longo de uma volta inteira nesta pista. Chegamos lá passo a passo e o carro estava se comportando bem no fim, mas é só sexta-feira e são os próximos dias que valem", apontou. 
Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)
"A Ferrari parece estar mais rápida do que nós nas retas, enquanto nós fomos melhores na maioria das curvas no segundo treino. Ainda temos margem para melhora, mas sabemos que os outros vão trabalhar duro nos seus carros também, então vamos ter de esperar e ver o quanto podemos melhorar em relação a eles", analisou. 
 
"O vento está previsto para mudar de direção nos próximos dois dias, o que pode tornar as coisas bem complicadas, como vimos no Bahrein, há duas semanas, então isso vai tornar as coisas interessantes”, encerrou.