F1

Mercedes reage, e Bottas fecha sexta-feira de treinos com melhor tempo na China. Por 0s02, Vettel é segundo

Se a Ferrari sobrou perante a Mercedes no treino da manhã, a equipe prateada reagiu à tarde para fechar a sexta-feira de Fórmula 1 em Xangai com o melhor tempo. Valtteri Bottas foi o mais rápido com 1min33s330, com Sebastian Vettel colocando a Ferrari em segundo, 0s027 atrás do finlandês. Desta vez, Max Verstappen fechou o top-3, enquanto Lewis Hamilton foi apenas o quarto

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré

Depois de a Ferrari aparecer muito forte no primeiro treino livre do fim de semana do GP 1000 da Fórmula 1, a Mercedes reagiu com Valtteri Bottas e liderou a segunda sessão do GP da China na tarde desta sexta-feira (12), em Xangai. Mas a vantagem do finlandês foi mínima. O atual líder do campeonato anotou 1min33s330, o melhor tempo do dia, e colocou apenas 0s027 de frente para Sebastian Vettel, o segundo colocado. Enquanto Lewis Hamilton e Charles Leclerc não conseguiram encaixar a melhor volta na simulação de classificação com os pneus macios, Max Verstappen posicionou a Red Bull na terceira colocação.

Hamilton finalizou os trabalhos do dia em quarto lugar, 0s707 atrás do seu companheiro de equipe. Os destaques da tarde ficaram por conta de Renault e McLaren, que colocaram seus dois carros entre os dez primeiros colocados. Nico Hülkenberg foi o quinto, seguido por Carlos Sainz. Leclerc pegou tráfego na sua volta lançada e finalizou em sétimo. Pouco depois, o monegasco recolheu para os boxes e desceu do carro para que a Ferrari pudesse verificar o sistema de refrigeração da SF90.

Lando Norris manteve o bom desempenho da McLaren e foi o oitavo, à frente da Renault de Daniel Ricciardo. E Pierre Gasly, que virou 0s9 mais lento que Verstappen, posicionou o segundo carro da Red Bull para fechar o top-10.
Valtteri Bottas foi ligeiramente mais rápido que Sebastian Vettel nesta tarde de sexta-feira (Foto: AFP)
As atividades da Fórmula 1 em Xangai continuam neste sábado a partir de 0h (horário de Brasília), com a definição do grid de largada acontecendo às 3h. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP 1000 da história da F1 AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o segundo treino livre do GP da China

Com 18ºC de temperatura ambiente e 32ºC no asfalto, o segundo treino livre começou bem mais quente em relação à primeira sessão. Para Daniil Kvyat, a sequência da sexta-feira foi complicada, uma vez que a Honda detectou uma "anomalia" no motor da Toro Rosso e optou por realizar a troca.

Na pista, a sessão da tarde começou bem mais movimentada. E não demorou muito tempo para a Ferrari assumir a ponta. Primeiro com Sebastian Vettel e depois com Charles Leclerc, que usava pneus médios para ser 0s512 mais rápido que Seb, que contou com pneus duros. Por sua vez, Lewis Hamilton, calçado também com os médios, rodava na volta de saída dos boxes, assim como Valtteri Bottas pouco depois.

Logo em seguida, Bottas conseguiu fazer uma boa volta com pneus duros para se colocar em segundo, 0s324 atrás de Vettel. Assim como a Ferrari, a Mercedes tinha dois programas diferentes com seus pilotos, e Hamilton vinha com os médios para virar 1min35s407, mas muito atrás, 1s136, da volta de Leclerc.
Max Verstappen mostrou bom desempenho com a Red Bull na China (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Hamilton vinha enfrentando dificuldades para encaixar uma boa volta, mas finalmente conseguiu marcar um bom tempo com os pneus médios: 1min34s226, subindo para a liderança após superar Leclerc por 0s045. Verstappen, com ótima volta, conseguiu subir para terceiro, deixando Bottas e Vettel para trás. Era o último ato antes de os pilotos calçarem os pneus macios.

O primeiro a deixar os boxes para realizar sua simulação de classificação foi Vettel, seguido por Leclerc. Na sua primeira volta rápida, o tetracampeão anotou 1min33s357, registrando o melhor tempo do dia até então. Só que Bottas tirou a Ferrari do topo com uma volta 0s027 mais rápida para colocar a Mercedes na frente. Quem tinha problemas era Romain Grosjean, que sofreu com uma quebra da asa dianteira depois de passar por uma ondulação no fim da reta dos boxes.

Era chegada a hora da comparação real entre as duas grandes equipes em condições de classificação na China. Naquele momento, a surpresa era a presença de Carlos Sainz, da McLaren, na quarta posição.

Na sequência, Verstappen colocava a Red Bull em terceiro, enquanto Nico Hülkenberg conseguia encaixar boa volta e subir para quinto com a Renault. Mesmo com os pneus vermelhos, Hamilton aparecia apenas em quarto, com Hülkenberg, Sainz e só então vinha Leclerc, em sétimo. O monegasco teve problemas com o tráfego na sua volta rápida e, por isso, não conseguiu marcar um bom tempo. Depois, o jovem recolheu para os boxes e desceu do carro.
Charles Leclerc teve de lidar com o tráfego na sua simulação em ritmo de classificação (Foto: AFP)
No início da metade final da sessão, Kvyat finalmente conseguiu sair para dar suas primeiras voltas com a Toro Rosso já depois da troca do motor. 

Além das três melhores equipes — Mercedes, Ferrari e Red Bull —, Renault e McLaren colocavam seus dois carros entre os dez primeiros da sessão antes do início da fase de simulação de corrida, quando não houve mais mudanças significativas na tabela dos tempos, o que viria a confirmar, pouco depois, a liderança de Bottas neste desfecho de sexta-feira de treinos em Xangai.

Nas voltas finais, Vettel reclamou por Sergio Pérez ter bloqueado sua passagem e criticou o mexicano para seu engenheiro. "O que a Racing Point está fazendo? Ele pode fazer o que quiser, mas se ele faz isso numa sexta-feira, não sei o que vai fazer no domingo", disparou o alemão.

F1 2019, GP da China, Xangai, treino livre 2:

1 V BOTTAS Mercedes 1:33.330   37
2 S VETTEL Ferrari 1:33.357 +0.027 33
3 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:33.551 +0.221 29
4 L HAMILTON Mercedes 1:34.037 +0.707 32
5 N HÜLKENBERG Renault 1:34.096 +0.766 31
6 C SAINZ JR McLaren Renault 1:34.141 +0.811 36
7 C LECLERC Ferrari 1:34.158 +0.828 13
8 L NORRIS McLaren Renault 1:34.296 +0.966 38
9 D RICCIARDO Renault 1:34.336 +1.006 32
10 P GASLY Red Bull Honda 1:34.455 +1.125 32
11 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:34.551 +1.221 33
12 A ALBON Toro Rosso Honda 1:34.634 +1.304 37
13 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:34.694 +1.364 20
14 L STROLL Racing Point Mercedes 1:34.779 +1.449 37
15 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:34.784 +1.454 35
16 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:34.788 +1.458 34
17 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:35.704 +2.374 32
18 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:35.914 +2.584 40
19 R KUBICA Williams Mercedes 1:36.121 +2.791 38
20 G RUSSELL Williams Mercedes 1:36.229 +2.899 35
    Tempo 107% 1:39.863 +6.533  




O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da China AO VIVO e EM TEMPO REAL.Os horários completos estão abaixo.
 

Confira a programação do fim de semana do GP da China de F1
Horários de Brasília, GMT -3

SESSÃO DIA DATA HORA
TL1 Quinta 11/4 23h
TL2 Sexta 12/4 3h
TL3 Sábado 13/4 0h
TC Sábado 13/4 3h
GP Domingo 14/4 3h10

Fórmula 1 2019 AO VIVO 🇨🇳 
Acompanhe todos os treinos livres, classificação e o GP da China aqui


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.