Massa aconselha Rosberg a deixar Mercedes para ‘sair da sombra’ de Hamilton e brigar por títulos na F1

Na visão de Felipe Massa, Nico Rosberg só tem chances de brigar verdadeiramente por títulos na F1 se sair da sombra de Lewis Hamilton na Mercedes e encontrar outra equipe para correr. O brasileiro acredita que o atual vice-líder do Mundial terá sua situação ainda pior em 2016

Depois de oito anos correndo como titular da Ferrari, entre 2006 e 2013, Felipe Massa ganhou um novo ânimo na F1 depois que assinou contrato para defender a Williams, equipe onde está desde 2014. Sempre que tem oportunidade, o brasileiro diz que se sente mais leve e mais feliz na equipe britânica. Até tomando por conta seu próprio exemplo, Massa acredita que Nico Rosberg precisa de um novo ânimo na carreira, o que só poderia acontecer com uma mudança de equipe. O alemão defende a Mercedes desde 2010, mas vem enfrentando a dura oposição de Lewis Hamilton desde que o piloto passou a ser seu companheiro, em 2013.
 
Até então, Rosberg estava em alta dentro da equipe, tendo desempenho bastante superior ao de seu então companheiro de equipe, Michael Schumacher, que voltou ao esporte para a fase final da sua carreira. Mas quando Hamilton foi contratado para substituir o heptacampeão mundial, o jogo virou em favor do britânico, e desde então Rosberg passou a ser questionado, sendo sucessivamente batido pelo hoje novo tricampeão mundial de F1.
Massa ganhou novo fôlego na F1 ao mudar de equipe. O brasileiro sugeriu o mesmo a Nico Rosberg (Foto: Williams F1)
Na visão de Massa, uma mudança de equipe faria bem para Rosberg. Primeiro, por sair da sombra de Hamilton na Mercedes. E, depois, para lhe dar uma nova motivação na carreira. Felipe acredita que o alemão viverá tempos ainda mais difíceis na escuderia prateada na próxima temporada.
 
“Acho que a situação do Nico só vai piorar no ano que vem porque Lewis seguirá vencendo e também ‘ganhando’ a equipe para ele. Acho que a única esperança de Nico é mudar de equipe, então ele vai começar de novo mais uma vez”, declarou o brasileiro ao ‘UOL Esporte’ no último fim de semana no Autódromo Hermanos Rodríguez, no México.
 
Em 2016, Rosberg vai para seu sétimo ano como piloto da Mercedes. Será seu último ano de contrato com o time de Brackley, na sequência de um acordo de ‘múltiplos anos’ firmado em 2014. Por sua vez, Hamilton assinou em maio um contrato que o ligará à Mercedes pelo menos até 2018. Enquanto isso, a equipe busca encaixar o jovem Pascal Wehrlein em uma vaga para a próxima temporada. O alemão, campeão do DTM em 2015, vem sendo ligado recentemente à Manor, que contará com os motores construídos pela montadora alemã a partir do ano que vem.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube