Verstappen vê acidentes com Hamilton em eventos de corrida sprint como “só infortúnio”

Max Verstappen negou que haja outros motivos para os dois terem se encontrado nos eventos como o novo formato. Ainda disse que espera Mercedes forte no Brasil

MERCEDES E RED BULL VOLTAM A SE CUTUCAR + ENTREVISTAS EM SÃO PAULO | Paddock GP #266

O GP de São Paulo representa a terceira e última chance da Fórmula 1 avaliar as corridas sprint em 2021, mas algo em comum aconteceu nas duas outras provas em que o formato esteve no centro do fim de semana: Max Verstappen e Lewis Hamilton se tocaram e causaram rebuliço no mundo do esporte. O holandês, porém, vê somente uma coincidência. Mas espera que o rival esteja bem próximo como em Silverstone e Monza, segundo afirmou na coletiva de imprensa da FIA, em São Paulo, com a presença do GRANDE PRÊMIO nesta quinta-feira (11).

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Verstappen fez uma pequena avaliação dos entreveros nas duas corridas anteriores que se desenharam da mesma maneira que Interlagos.

“Acho que foi apenas um infortúnio de acontecer nos dois eventos que tiveram sprint. Na primeira, simplesmente aconteceu, e na segunda foi por uma largada ruim e um pit-stop lento, que te coloca nestas situações”, disse.

Sobre a vitória no México, o líder do campeonato mundial garantiu que não foi à festa organizada pela equipe e pelo dono da casa Sergio Pérez: é hora de focar, ele diz.

“A gente vinha para o Brasil, então eu não comemorei muito. Estamos perto do fim do campeonato, e eu tenho que entregar o desempenho esperado, então terminei a corrida e já comecei a olhar adiante”, afirmou.

Max Verstappen vem de vitória no México (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A avaliação sobre o passado recente de sucessos em Interlagos é inegável após a vitória em 2019 e a corrida que estava sob controle em 2018, até acidente com Esteban Ocon, mas o piloto da Red Bull fez questão de destacar que muito tempo passou.

“O rendimento tem sido muito bom no passado, então estou ansioso para correr aqui de novo. Muita coisa mudou desde 2019, mas acho que podemos fazer um bom trabalho. Não são muitas curvas aqui, mas, claro, tem alguma altitude, algo que não é tão bom para nós. Em 2019, a batalha com Lewis foi dura. Espero o mesmo neste ano.

O holandês garantiu que a expectativa é ver uma Mercedes veloz, mais até do que no México. “A altitude no México é extremamente relevante, aqui é menor, então naturalmente eles serão mais rápidos”, opinou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha o GP de São Paulo ‘in loco’ em Interlagos com os jornalistas Fernando Silva e Gabriel Curty, além de toda equipe de maneira remota. O GP também segue todas as atividades de pista do fim de semana AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Paddockast #129: Tudo que você precisa saber sobre o GP de São Paulo
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar