Verstappen culpa Hamilton por acidente em Monza: “Começou a me espremer”

Max Verstappen apontou os dedos para Lewis Hamilton após o GP da Itália. O holandês sente que foi espremido em lance que terminou com novo acidente entre os dois

Lewis Hamilton e Max Verstappen batem: carro da Red Bull fica sobre o da Mercedes (Vídeo: F1)

A rivalidade entre Max Verstappen e Lewis Hamilton voltou a esquentar no GP da Itália deste domingo (12), que teve os dois se tocando e abandonando em um lance controverso. Da parte do holandês, entretanto, não há dúvidas: a culpa é do britânico, que não deu espaço suficiente em uma briga por posição na primeira chicane de Monza.

O lance aconteceu ao fim do ciclo de pit-stops. Hamilton saía dos boxes pouco à frente de Verstappen, que tinha pneus já aquecidos. O holandês tentou passar, mas um toque levou os dois carros à brita.

“Nós dois percebemos que seria apertado na curva 1”, disse Verstappen. “Ele [Hamilton] percebeu que eu ia tentar algo e começou a me apertar. Eu queria que ele cooperasse comigo, eu queria correr. As pessoas vão automaticamente começar a falar de Silverstone, de como essas coisas acontecem. Não é algo legal, mas somos profissionais e vamos seguir disputando um com o outro”, seguiu.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

LEWIS HAMILTON; MAX VERSTAPPEN; GP DA ITÁLIA; MONZA;
Max Verstappen e Lewis Hamilton dividem curva e se tocam em Monza (Foto: Honda Racing F1)

“Eu não esperava que ele seguisse me espremendo, ele nem precisava. Se ele me deixasse com o espaço de um carro, a gente teria saído da curva 2 e ele provavelmente ainda estaria na frente. Mas ele seguiu me espremendo e eu não tive para onde ir”, destacou.

O acidente foi particularmente perigoso para Hamilton. Verstappen decolou brevemente e terminou passando por cima do britânico. O pneu do carro #33 chegou a tocar o capacete do heptacampeão, que escapou apenas com dores no pescoço, graças a uma nova intervenção do halo.

A vitória ficou com Daniel Ricciardo, que comandou uma improvável dobradinha da McLaren. O pódio teve, além de Lando Norris em segundo, Valtteri Bottas em terceiro.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar