Verstappen lava mãos sobre vaias a Hamilton na Holanda: “Não é minha responsabilidade”

Max Verstappen afirmou que não pedirá aos fãs que não vaiem Lewis Hamilton. O holandês sente que não faz diferença, além de acreditar que vaia é algo natural do esporte

Sem nem ter começado, o GP da Holanda já traz diversos atrativos. Um deles é, sem dúvidas, a rivalidade entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, que disputam ponto a ponto o título desta temporada. Como a corrida é na casa do piloto taurino, na Holanda, uma preocupação toma conta do paddock: como Hamilton será recebido pelos fãs holandeses? O risco de vaias é grande, mas Max diz que não há o que possa ser feito contra isso.

A dúvida vem à tona após Lewis Hamilton ter sido alvo de ataques, alguns com viés racista, de torcedores do piloto da Red Bull. O próprio Hamilton já afirmou que espera ser vaiado na corrida, apesar de não dar muita importância ao fato. Verstappen apontou que não irá pedir aos fãs que não vaiem o rival, fazendo uma comparação com o futebol.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Penso da seguinte maneira: quando você vai a um jogo de futebol, a torcida da equipe mandante vai vaiar o adversário em algum momento. O time mandante não deve falar para os torcedores ‘pessoal, vocês não podem vaiar’, é algo que acontece naturalmente. Também no futebol, os fãs são apaixonados e torcem muito pelos seus respectivos times”, comparou Verstappen.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

MAR LARANJA; RED BULL RING;
Mar laranja deve tomar o circuito de Zandvoort em setembro (Foto: Clive Rose/Getty Images/Red Bull Content Pool)

“Não acho que seja minha responsabilidade pedir que a torcida não vaie, já que não faço parte dela e tenho que focar, apenas, no que tenho que fazer na pista. Tenho certeza que a maioria dos que virão aqui, virão na esperança de encontrar um grande fim de semana, ver os carros na pista. É claro que alguns vão vaiá-lo [Hamilton]. Não posso tomar as decisões por eles. Como você disse, ‘Você pode pedir que eles não façam isso”, mas acha mesmo que vão me ouvir? Apenas desejo que os fãs tenham um bom fim de semana”, afirmou.

Questionado a respeito da possibilidade das vaias se transformarem em combustível motivacional para o adversário, Verstappen desconversou, e apenas reiterou o desejo de que os fãs tenham um bom fim de semana de corrida.

“Isso seria ruim se me desse uma motivação extra. Contanto que isso não afete Lewis, creio que é o que querem ouvir, certo? Isso é o mais importante. O que espero para este fim de semana é que todos tenham um momento bacana, curtam os carros na pista, vejam batalhas nossas em busca do melhor resultado possível”, seguiu.

Na história, Hamilton já está calejado em lidar com torcidas hostis contra si. O britânico já teve de lidar com a ira dos torcedores de Fernando Alonso, rival dos dias de McLaren.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar