Verstappen lidera último dia de testes no Bahrein e reforça otimismo com Red Bull

A Red Bull terminou a pré-temporada reforçando o status de equipe que melhor andou em Sakhir. Max Verstappen foi o mais rápido do dia 3

Red Bull domina e Mercedes aparenta estar atrás: TUDO SOBRE O TERCEIRO DIA DA F1 NO BAHREIN

O que dá para se tirar da ordem de forças de um campeonato da Fórmula 1 pela pré-temporada? É pouco, naturalmente, mas, se a análise dos testes for feita tentando entender proposta e dificuldades para cada equipe, é possível de avaliar quem teve mais sucesso neste período do ano. A liderança de Max Verstappen neste domingo (14), último dia de testes de pré-temporada no Bahrein, coroou uma sequência de três dias em que a Red Bull sai fortalecida.

Ao longo dos três dias, a Red Bull mostrou soluções, enquanto a Mercedes tenta se entender. Nada definitivo sobre quem será campeão mundial – aliás, é natural que a Mercedes continue favorita -, mas foi a equipe austríaca que impressionou. Neste último dia, Sergio Pérez liderou a sessão da manhã e Verstappen bateu a concorrência durante a happy hour da tarde.

Max Verstappen foi o mais rápido da pré-temporada (Foto; Red Bull Content Pool)

Atrás de Verstappen, Yuki Tsunoda colocou a AlphaTauri em segundo. Carlos Sainz, Kimi Räikkönen, Lewis Hamilton, George Russell, Daniel Ricciardo, Pérez, Fernando Alonso e Charles Leclerc fecharam o top-10.

A temporada 2021 começa em duas semanas, na mesma pista, com o GP do Bahrein.

WEB STORIES: Tudo sobre o terceiro dia de pré-temporada da F1

Assim que se encerrar o teste neste domingo, às 13h (de Brasília), vai ao ar o BRIEFING, programa AO VIVO na GP TV, o canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube, com Victor Martins, Evelyn Guimarães e Pedro Henrique Marum presentes à mesa virtual com o debate completo sobre a pré-temporada da F1.

Saiba como foi a tarde do terceiro dia de testes da F1 no Bahrein

George Russell e Kimi Räikkönen foram os únicos pilotos que aceleraram pela manhã mantidos pelas suas equipes, Williams e Alfa Romeo, respectivamente, na parte da tarde deste último dia de teste no Bahrein. A escalação para o período vespertino foi pesada e cheia de títulos: Lewis Hamilton com a Mercedes, Sebastian Vettel a bordo da Aston Martin e Fernando Alonso com a Alpine. Também estiveram na pista Max Verstappen, com a Red Bull que liderou pela manhã com Sergio Pérez, Daniel Ricciardo com a McLaren, Carlos Sainz guiando a Ferrari SF21, Yuki Tsunoda pela AlphaTauri e Nikita Mazepin com a Haas.

O segundo período começou bastante movimentado e com Alonso puxando a fila dos trabalhos em Sakhir. Logo de cara, o bicampeão cravou 1min32s953 com pneus protótipos e subiu para a nona posição, sendo desbancado em seguida pela Haas de Mazepin. Vettel também acelerava no circuito barenita, mas com pneus médios.

Quem também acelerou com os médios na sua primeira série de voltas foi Verstappen, assim como seu ex-companheiro de equipe, Ricciardo, que liderou as duas primeiras manhãs de pré-temporada e que pela primeira vez acelerava no período da tarde/noite em Sakhir. Mas os dois pilotos só completaram voltas de instalação antes do regresso aos boxes. Lewis Hamilton, por sua vez, levou mais tempo para ir à pista: os mecânicos ainda trabalhavam nos ajustes do W12 para os trabalhos com o heptacampeão.

Pouco depois de voltar à pista, Ricciardo fez o primeiro tempo verdadeiramente competitivo da tarde: 1min30s949, que colocou o piloto na quinta posição geral da sessão. Alonso fazia seu stint com pneus duros C2 e era o sétimo com uma ótima marca após 15 voltas: 1min31s555.

FERNANDO ALONSO; LEWIS HAMILTON; ALPINE; MERCEDES; PRÉ-TEMPORADA; F1; FÓRMULA 1;
Ex-companheiros de equipe e antigos rivais, Alonso e Hamilton se reencontram na pista em Sakhir (Foto: F1/Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Hamilton enfim saiu para sua primeira volta de instalação para checar as condições do W12 antes de voltar para os boxes da Mercedes. Vettel, na sequência da programação traçada pela Aston Martin, seguia trabalhando em ritmo de corrida, como foi com Lance Stroll pela manhã.

Hamilton se reencontrou na pista com um velho conhecido e dividiu as atenções com Alonso, seu primeiro rival na Fórmula 1. Mas o heptacampeão também teve de lidar com os já conhecidos problemas de instabilidade e falta de equilíbrio do novo carro da Mercedes.

Na sequência, Hamilton parou e colocou pneus médios, composto que a Mercedes usou tão pouco nos primeiros dois dias de testes e começou a dar voltas mais rápidas. Nada digno de muita nota, porém, no que parecia um teste setorizado de sistemas. Enquanto isso, Sainz fazia o que era, na prática, um pit-stop para a sua própria simulação e colocava novos pneus duros.

A pista contava com sete pilotos no momento do fim da segunda hora da sessão vespertina. Dentre eles, Alonso melhorava a volta com pneus C3 experimentais e, na sequência, Verstappen embarcaria na mesma ideia. Demorou apenas alguns minutos para que o holandês cravasse 1min29s942 e seguisse com um primeiro setor muito veloz antes de diminuir a velocidade. A sensação inicial era de que estava escondendo o jogo. Enquanto isso, Ricciardo colocou a McLaren para trabalhar e foi ao segundo lugar.

Fora da pista, a Aston Martin trabalhava nos boxes para tentar encontrar os ajustes da parte traseira do carro. É uma dificuldade que tem se imposto para o time verde-metálico e tirado tempo de pista para Sebastian Vettel. Quem voltava ao traçado após longos minutos fora era Yuki Tsunoda, que deu uma rodada forte ainda na segunda hora.

Carlos Sainz guiando a SF21 na pista de Sahkir durante terceiro dia de testes da pré-temporada (Foto: Ferrari)

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Campeão da pré-temporada? Verstappen emendou mais uma volta fortíssima, agora 1min29s792 ainda com os pneus experimentais, para aumentar a dianteira. E quem veio a reboque? A outra equipe da companhia: Tsunoda, de pneus macios, fez 1min30s0 e partiu para a segunda posição. As melhoras, sobretudo a de Tsunoda, marcavam uma happy hour mais longa do domingo: pista emborrachada, fim de testes, quase todo mundo arriscando pneus macios.

Mas Max logo voltaria para a pista e, após uma escapada daquelas, voltaria a cravar a volta mais rápida. Tsunoda passou na frente, mas Verstappen voltou com 1min28s960. Alonso e Russell colocaram os pneus macio e supermacio, respectivamente, para um breve stint e Sainz, também de macios, pulou para o terceiro lugar. Na Alpine, sensação é de que escolha foi se manter longe das simulações de classificação até daqui a dois sábados.

Para os últimos minutos, Hamilton colocou os supermacios, mas chegou a rodar e não conseguiu baixar da casa de 1min30s – ficando com o quinto posto. Além de Verstappen, no fim das contas, somente Tsunoda, Sainz e Räikkönen superaram a barreira de 1min30s.

F1 2021, Testes Coletivos, Bahrein, Dia 3:

1M VERSTAPPENRed Bull Honda1:28.960 64
2Y TSUNODAAlphaTauri Honda1:29.053+0.09391
3C SAINZFerrari1:29.611+0.65179
4K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari1:29.766+0.806166
5L HAMILTONMercedes1:30.025+1.06554
6G RUSSELLWilliams Mercedes1:30.117+1.157158
7D RICCIARDOMcLaren Mercedes1:30.144+1.18476
8S PÉREZRed Bull Honda1:30.187+1.22749
9F ALONSOAlpine1:30.318+1.35878
10C LECLERCFerrari1:30.486+1.52680
11L NORRISMcLaren Mercedes1:30.661+1.70156
12P GASLYAlphaTauri Honda1:30.828+1.86876
13E OCONAlpine1:31.310+2.35061
14N MAZEPINHaas Ferrari1:31.531+2.57167
15M SCHUMACHERHaas Ferrari1:32.053+3.09378
16V BOTTASMercedes1:32.406+3.44686
17S VETTELAston Martin Mercedes1:35.041+6.08156
18L STROLLAston Martin Mercedes1:36.100+7.14080

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube