McLaren evita promessas e quer encarar temporada corrida a corrida. E Honda insiste: “Nossa associação segue forte”

Diretor de corridas da McLaren, Éric Boullier evitou fazer qualquer promessa ou previsão de desempenho da equipe para o GP da Austrália, mas ressaltou que o time inglês e a Honda seguem trabalhando juntos para encontrar soluções para as falhas de confiabilidade do motor

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Fernando Alonso já disse que a McLaren está preparada para um fim de semana difícil em Melbourne, onde a F1 dá o pontapé inicial neste fim de semana para o campeonato de 2017. E Éric Boullier, o diretor de corridas da equipe inglesa, corroborou a expectativa e também tratou de descartar qualquer tipo de promessa de desempenho para este início de temporada. A cautela se justifica devido às falhas recorrentes do motor Honda durante os testes coletivos, em Barcelona, no início deste mês.

 
A esquadra de Woking foi a que menos quilômetros percorreu durante as atividades da Catalunha e teve o desempenho bastante prejudicado por conta dos problemas de confiabilidade das unidades nipônicos. O clima ficou tão pesado que uma crise se instaurou dentro do time. E isso ainda se agravou com os rumores de que a McLaren está buscando um novo fornecedor de motor.
 
Apesar do cenário, os dirigentes procuraram amenizar o tom e asseguraram que as duas empresas seguem trabalhando juntas. "Tivemos duas semanas de testes bem mais complicadas do que esperávamos e, desde então, estamos trabalhando muito para solucionar os problemas antes da primeira corrida. Não vamos prometer nada e nem fazer previsões sobre o nosso rendimento ou resultados, mas a McLaren e Honda vão continuar trabalhando juntas e vamos dar o nosso máximo", afirmou o francês.
Éric Boullier nunca escondeu o desconforto da McLaren com as quebras no motor Honda (Foto: McLaren)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
"Estamos animados para a disputa da temporada, mas estamos conscientes de que temos algumas questões a resolver. Não sabemos qual será o nível de cada um dos nossos rivais e será interessante ver como a ordem de forças será estabelecida. Estamos prontos para um fim de semana exigente. A Austrália vai servir como um ponto de referência para a compreensão de onde nós estamos e o que devemos fazer nas próximas corridas", completou.

 
"Pretendemos encarar a temporada corrida a corrida", emendou o dirigente.
 
O discurso do lado da Honda é o mesmo. "É claro que não estamos onde queremos. Mas a nossa associação com a McLaren segue muito forte e estamos juntos nisso", disse Yusuke Hasegawa, o chefe da fabricante japonesa na F1.
 
PADDOCK GP #69 DEBATE ABERTURA DA INDY, TESTES DA F1 E MOTOGP E LEMBRA JOHN SURTEES

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube