McLaren pagou em 2014 cerca de R$ 200 milhões para trabalhar com Honda e viu receita despencar, revela jornalista

De acordo com jornalista da revista 'Forbes', a McLaren Honda vive um ano de significativa perda financeira. Segundo a matéria, a equipe inglesa passou de um lucro líquido de mais de € 17 milhões (algo como R$ 68 milhões) para uma perda de € 23 milhões (R$ 93 mi) só no ano passado

Não é só nas pistas que a McLaren vem sofrendo na temporada 2015. A equipe inglesa também contabiliza uma significativa perda financeira desde o ano passado, quando perdeu patrocinadores e receita quase na mesma velocidade em que também viu seu desempenho cair vertiginosamente na F1.

De acordo com o jornalista Christian Sylt, da revista 'Forbes' e especializado em negócios do Mundial, as últimas contas anuais de 2014 mostraram que a esquadra de Woking pagou uma grande quantia como forma de "compensação por afastar um membro da diretoria".

A coisa tá feia, deve pensar Ron Dennis (Foto: Getty Images)

Ainda segundo o repórter, o alto valor foi pago a Martin Whitmarsh, que deixou a chefia do time no início da temporada do ano passado. Em geral, a McLaren passou de um lucro líquido de mais de € 17 milhões (algo como R$ 68 milhões) para uma perda de € 23 milhões (R$ 93 mi) só no ano passado, principalmente devido à queda de rendimento.

Outra grande despesa do time chefiado por Ron Dennis tem a ver com os € 50 milhões (R$ 200 mi) que foram pagos à Daimler, depois que a esquadra decidiu trocar os motores Mercedes pelos Honda. As receitas também caíram muito neste período.

"Foi principalmente devido à redução no valor dos prêmios e também dos patrocínios", admitiu Jonathan Neale, presidente-executivo da McLaren.

Só que, apesar de todos os problemas enfrentados neste ano, especialmente com a falta de competitividade do MP4-30 empurrado pelos fracos motores japoneses, Dennis insiste que a equipe vai fechar o ano sem prejuízos. "Esperamos que o Grupo de Tecnologia McLaren volte a dar lucro em 2015", disse o inglês.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube