Mercedes admite “tapa” com desempenho da Red Bull: “Todo mundo tem fraquezas”

Toto Wolff reconheceu a superioridade da Red Bull em relação à Mercedes no GP de Abu Dhabi e ressaltou que a escuderia de Brackley não conseguiu acertar os carros de Valtteri Bottas e Lewis Hamilton

Toto Wolff reconheceu que a Mercedes levou um “tapa” com a performance superior da Red Bull no GP de Abu Dhabi. O dirigente afirmou que a equipe de Brackley não conseguiu acertar os carros de Valtteri Bottas e Lewis Hamilton para a corrida de Yas Marina.

Dono da pole, Max Verstappen foi dominante na corrida de domingo (13) e recebeu a bandeirada com mais de 15s de vantagem para Bottas. Hamilton completou o pódio, 2s439 atrás do companheiro de Mercedes.

Após a corrida, o líder da Mercedes reconheceu o “tapa” de uma Red Bull que foi “simplesmente mais rápida” e reforçou que Alex Albon também tinha um ritmo bom o bastante para ameaçar os carros de Brackley.

Red Bull não deu chance para a Mercedes em Abu Dhabi (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Todo mundo tem uma fraqueza, e não estávamos no nosso melhor jogo este fim de semana”, disse Wolff. “Isso é simplesmente um fato. Da para ver que Albon também tem uma corrida muito boa, então eles têm um carro muito bom. Isso mostra que quando o carro deles está no lugar certo, os dois pilotos podem fazer um trabalho realmente bom”, seguiu.

“O ritmo de Albon provavelmente era mais rápido do que o nosso. Eles poderiam ter estado bem à frente, o que seria ainda pior para nós”, comentou. “Saímos dessa corrida com um tapa. Não foi um grande fim de semana para nós. Foi um carro que nunca nos deixou na mão durante todo o ano. Talvez com exceção deste fim de semana”, ponderou.

O dirigente explicou que Bottas e Hamilton precisaram cuidar do desgaste dos pneus, já que a troca para o composto duro foi feita antes do previsto por causa da intervenção do safety-car.

“Ele e Lewis estavam cuidando muito dos pneus, pois não estava claro que o duro duraria até o final, e tinha mais ritmo em ambos”, afirmou. “No final, vimos no primeiro setor que o nosso carro simplesmente não estava virando nas [curvas] cinco e seis, e o último setor não era ótimo”, indicou.

“Simplesmente tivemos um carro que escapava de frente o dia todo hoje. Tivemos um carro bom na sexta-feira, mas não no sábado. Tentamos as duas direções, enfraquecemos a traseira e nada ajudou. De alguma forma, não acertamos”, encerrou.

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar