Mercedes consulta Renault e tenta acordo para ter Hülkenberg no lugar de Rosberg. Sem sucesso

O jornal alemão 'Bild' revelou que a Mercedes entrou em contato com a Renault tentando a liberação de Nico Hülkenberg para a vaga deixada pelo xará Rosberg. A investida dos prateados, porém, foi em vão

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A Mercedes já encontrou a primeira porta fechada na tentativa de encontrar um substituto para o agora aposentado Nico Rosberg. Segundo o jornal alemão 'Bild', os prateados tentaram negociar com a Renault a liberação do contrato de Nico Hülkenberg, mas os franceses não quiseram nem conversa.

 
O periódico contou que Toto Wolff, chefe da Mercedes, ligou para os franceses cerca de 30 minutos antes do anúncio oficial da aposentadoria de Rosberg, mas que a Renault em nenhum momento se mostrou disposta a fazer qualquer acordo. Sem o campeão de 2016, o foco da Mercedes é encontrar um companheiro competitivo para Lewis Hamilton e, por isso, o nome do vencedor das 24 Horas de Le Mans em 2015 era tão forte.
Nico Hülkenberg vai acabar causando uma crise entre Renault e Mercedes (Foto: Force India)
Hülk teve ótimos momentos com a Force India, equipe que deixou ao final da temporada 2016. O alemão acertou com a Renault pelos próximos três anos, no que vai ser a primeira passagem do piloto por uma equipe de fábrica.
 
Os rumores envolvendo o novo companheiro de Hamilton não param de aparecer. Pascal Wehrlein, jovem protegido pela Mercedes, surge como opção, bem como os irreais cenários de pilotos que têm contratos com times grandes, como é o caso de Hülk e de outros como Fernando Alonso, Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo.
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube