Mercedes é multada por erro em pit-stop, mas Russell mantém primeiros pontos na F1

FIA multou a Mercedes em R$ 125 mil pela confusão com pneus durante o GP de Sakhir. George Russell respira aliviado pelos primeiros pontos na Fórmula 1

George Russell manteve os pontos conquistados no GP de Sakhir, disputado neste domingo (6). O inglês estava sob investigação da FIA após o confuso pit-stop da Mercedes, que colocou pneus alocados ao carro de Valtteri Bottas no bólido de George, que estreou pela equipe substituindo Lewis Hamilton.

Os comissários disseram que o erro “normalmente envolveria uma punição esportiva passiva de desclassificação”, mas aceitaram as “circunstâncias atenuantes” e decidiram aplicar apenas uma multa de € 20 mil (equivalente a R$ 125 mil).

Como a Mercedes chamou Russell aos boxes na volta seguinte, depois de notarem o erro cometido, o time foi isentado da punição. A equipe também argumentou que um erro nos rádios provocaram a confusão na hora dos pit-stops.

FÓRMULA 1; GP DE SAKHIR; GEORGE RUSSELL; F1;
Erro bizarro da Mercedes no pit-stop derruba Russell em Sakhir (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Outro ponto que convenceu os comissários foi o fato de Russell ter utilizado pneus da mesma especificação. Caso a Mercedes devolvesse o carro com compostos diferentes (médio e duro, por exemplo), George correria mais riscos de desclassificação.

Ao fechar na nona posição, Russell somou os primeiros pontos na Fórmula 1. O piloto inglês, que é titular da Williams, tinha 36 corridas pela categoria e o 11º lugar como melhor resultado da carreira. Ele também somou um ponto extra pela volta mais rápida da prova, totalizando 3 tentos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube