Mercedes rasga elogios ao novo campeão Rosberg, mas admite: “Quebra de motor na Malásia custou título a Hamilton”

Toto Wolff exaltou a performance do Mercedes W07 Hybrid, que permitiu à equipe de Brackley conquistar nada menos que 19 vitórias em 21 corridas na temporada. O austríaco admitiu também que a quebra de motor na Malásia foi decisiva para Lewis Hamilton perder o título, mas o revés não o impede de reconhecer a grande conquista de Nico Rosberg, o novo campeão mundial de F1

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A quebra de motor no carro de Lewis Hamilton no GP da Malásia, quando estava a dez voltas de conquistar uma vitória tranquila e perto de voltar para a liderança do campeonato, foi decisiva para a perda do título mundial. Quem diz é o dirigente máximo da Mercedes, Toto Wolff. Por outro lado, o dirigente rasgou elogios ao novo campeão do mundo, Nico Rosberg, e destacou também a performance soberana do Mercedes Hybrid W07, que permitiu ao time vencer nada menos que 19 das 21 corridas do calendário, sendo dez com Hamilton e nove com Rosberg.

 
No fim das contas, o revés na Malásia acabou por impedir Hamilton de somar 25 pontos, que foram decisivos na definição do título. Ao cruzar a linha de chegada do GP de Abu Dhabi na frente, com Rosberg logo atrás, Lewis chegou aos 380 pontos, cinco a menos em relação ao rival. O sonho do tetra de Hamilton vai ficar mesmo para 2017.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Revés de Hamilton em Sepang foi determinante para os rumos do campeonato (Foto: Reprodução/Facebook)
“Neste ano, claramente, a Malásia custou o título a Lewis. Está claro. Porém, por outro lado, estamos discutindo os últimos dez minutos sobre Lewis sem reconhecer a conquista de Rosberg de competir contra o piloto e companheiro de equipe mais talentoso e ser campeão, além de ter ficado perto nos anos anteriores”, ressaltou.
 
“É uma grande conquista e acho que devemos honrá-lo porque é algo muito difícil. Há traços muito marcantes do seu caráter, que o convertem em um digno campeão do mundo”, disse Wolff.
 
O dirigente austríaco também ressaltou a capacidade do carro da Mercedes e, embora saiba que nem sempre tudo tenha saído como o esperado, os motivos para comemorar são muito maiores que as ocasiões para lamentar, como o ocorrido com Hamilton no circuito de Sepang.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Acho que você deve ganhar e deve perder com dignidade. Este é um esporte mecânico, de modo que se eles sentarem no chão no grid de largada, não vão muito longe”, salientou.

 
“Esta equipe construiu o melhor carro durante os últimos três anos, e deu a eles a chance de vencer corridas e títulos, e esta equipe pode não ter correspondido em alguma ocasião, mas bem menos do que as vezes em que os fizeram comemorar”, complementou o chefe da Mercedes. A escuderia fechou o Mundial de Construtores de 2016 com 765 pontos, quase 300 a mais que a vice-campeã, a Red Bull, com 468.
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube