Mercedes rebate críticas de Hamilton após motor estourado no GP da Malásia: “Nenhuma falha é planejada”

Nem Lewis Hamilton, nem Mercedes, nem os fãs da F1 esperavam a falta de sorte que acertou o inglês no GP da Malásia deste domingo (1). Após abandonar a prov em Sepang por um estouro de seu motor, o tricampeão não poupou as palavras duras contra seu time. No entanto, os dirigentes não deixaram barato e Paddy Lowe, diretor-técnico, afirmou que problemas assim podem mesmo acontecer

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
O clima na Mercedes deve esquentar nas próximas horas. Ninguém esperava a falta de sorte que Lewis Hamilton teria no GP da Malásia deste domingo (2), apresentando um problema em seu motor e se vendo obrigado a largar quando liderava a prova com uma confortável vantagem.
 

O inglês vinha absoluto na ponta do pelotão para coloca mais uma vitória fácil no bolso. Mas após um estou em seu propulsor, viu tudo virar fumaça, literalmente. Ainda, Nico Rosberg, seu principal adversário na briga pelo título, fez excelente prova de recuperação, pulou de último para terceiro e ampliou a vantagem na liderança para 23 pontos.
 
Todo o episódio foi necessário para que o tricampeão da Mercedes perdesse a cabeça. Assim que havia deixado o traçado, deu fortes declarações, dizendo que apenas o motor dele quebra, e que “alguém não quer que eu vença esse ano”.
Lewis Hamilton abandona GP da Malásia de F1 (Foto: Reprodução/F1)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

É claro que as duras falas repercutiram dentro do time alemão. Paddy Lowe, diretor-técnico, não deixou barato, insinuando que é mania de perseguição do piloto, e que é claro que a equipe não planejava ou desejava ver um de seus competidores abandonar a corrida por um motivo assim.
 

“Nenhuma falha é planejada. Trabalhamos o mais duro que podemos para evitar problemas de confiabilidade. Tem oito Mercedes no grid, e não há nada que indique o motivo de esses problemas caírem justo no carro do Lewis", explicou.
 
Niki Lauda também não ficou quieto, mas decidiu colocar panos quentes na situação, dizendo que realmente um abandono por estouro de motor é algo inaceitável, que ele lamenta profundamente por Hamilton.
 
“Estou extremamente chateado comigo, pois não deveríamos deixa-lo na mão com problemas de motor. Eu me desculpo pessoalmente com ele. O levarei ao Japão amanhã de manhã e espero animá-lo”, explicou.
 
“23 pontos realmente é muito para se tirar, mas você nunca sabe o que pode acontecer com o outro piloto. Eu posso convencê-lo de que não temos nada contra ele. Estamos aqui trabalhando para ele e estamos orgulhosos dele, mas essas coisas acontecem”, continuou.

Mas o dirigente reconheceu que o piloto implicar que é uma sabotagem é "ridículo, pois o motor era novo".
 

Em um primeiro momento após o fim do GP da Malásia, a Mercedes havia anunciado que o inglês não participaria da coletiva de imprensa para veículos escritos. No entanto, algum tempo depois voltou atrás em seu comunicado e afirmou que o piloto iria participar. A cabeça deve ter esfriado.
PADDOCK GP #48 RECEBE DENNIS DIRANI E DISCUTE MOTOGP, STOCK CAR E F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube