Mercedes e Red Bull sinalizam trégua e pedem para GP de Abu Dhabi “ficar no passado”

A temporada 2021 da Fórmula 1 entregou polêmicas e um final de arrepiar em Abu Dhabi. Apesar disso, os dirigentes de Mercedes e Red Bull querem esquecer o último ano e focar no novo regulamento da categoria

AS 10 VEZES QUE A FIA INTERFERIU (E MUITO) NAS CORRIDAS DA FÓRMULA 1

A pré-temporada da Fórmula 1 2022 já começou, mas o GP de Abu Dhabi, etapa decisiva da categoria no ano passado, segue repercutindo no paddock, especialmente após o anúncio da saída de Michael Masi do posto de diretor de provas. Dois meses depois da prova que deu o título para Max Verstappen com polêmica nas voltas finais, os dirigentes de Mercedes e Red Bull indicaram que não querem mais tocar no assunto.

Na coletiva de imprensa desta quarta-feira (23) em Barcelona, Christian Horner, da Red Bull, e Toto Wolff, da Mercedes, falaram sobre os acontecimentos da grande decisão da Fórmula 1 no ano passado e quais os rumos que esperam para a direção de prova após as modificações feitas pela FIA.

“Acho que temos diferentes opiniões sobre Abu Dhabi, mas está no passado e estamos focados em 2022. O que vimos em 2021 foi uma grande disputa do início ao fim, que acabou sendo o pilar do retorno da popularidade da Fórmula 1”, disse Horner.

TOTO WOLFF; CHRISTIAN HORNER; F1; FÓRMULA 1; GP DE ABU DHABI;
Toto Wolff e Christian Horner indicaram trégua na rivalidade (Foto: Bryn Lennon/Getty Images/Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Certamente esperamos que seja uma nova temporada emocionante, com outros personagens na disputa, novos carros e uma das maiores mudanças no regulamento em 40 anos”, completou.

Toto Wolff concordou com o rival e pontuou que não aguenta mais comentar sobre a decisão que viu seu piloto, Lewis Hamilton, ser derrotado no giro final. “Concordo com o Christian, precisamos esquecer isso, já se falou muito sobre o assunto. Estamos em 2022, está tudo zerado. Ninguém gosta de polêmicas, mas todo mundo precisa defender os interesses de seus respectivos times. É parte do trabalho”, afirmou.

Após a polêmica, mudanças aconteceram na FIA, começando pela mudança de cargo de Masi. Os novos diretores de prova são Eduardo Freitas e Niels Wittich. O português Freitas tem experiência de mais de 20 anos na função de direção das 24 Horas de Le Mans, além de atuar também no Mundial de Endurance. O alemão Wittich é conhecido por ocupar o posto de diretor de provas no DTM e já tinha sido confirmado como diretor das provas da F2 e F3 para 2022.

MICHAEL MASI; DIRETOR DE PROVA; FIA; FÓRMULA 1;
Michael Masi esteve no centro da polêmica sobre o GP de Abu Dhabi (Foto: FIA)

Além da saída de Michael Masi, Mohammed Ben Sulayem, presidente da FIA, anunciou a criação de um ‘VAR’ (Video Assistant Referee, ou Árbitro Assistente de Vídeo, em tradução literal), tal como no futebol. A assistência por vídeo será posicionada em um escritório da FIA fora dos circuitos, e em conexão em tempo real com diretor de prova, ajudará a aplicar o regulamento usando ferramentas tecnológicas.

“Acho que precisamos de profissionalizar os comissários. O mais importante é apoio aos diretores de prova, assim como todos os fiscais. É o que merecem e todos esperam. E o assunto que todos falaram ano passado era consistência [nas punições], a regra é a regra. O presidente optimizou as estruturas”, declarou Toto.

Horner preferiu dizer que as regras da Fórmula 1 não são das mais simples, geralmente com diversas interpretações e questionamentos em casos importantes. Por isso, pediu para que sejam feitas regras mais diretas, facilitando o entendimento de todos que acompanham o esporte.

“Acredito que temos um regulamento complicado, que abre espaço para interpretações. Por exemplo, em qualquer outro esporte, você passa da linha branca e está fora. E aqui temos uma situação onde algumas curvas podemos e em outras não. É confuso para os fãs e até mesmo para equipes e pilotos. Precisamos de regras diretas para cumprir. Concordo com o Toto, nao vejo um favorecimento a alguém ou comissários implicando com pilotos nas provas”, pontuou.

GRANDE PRÊMIO cobre in loco a primeira semana de testes da Fórmula 1 no Circuito de Barcelona-Catalunha com Eric Calduch. Além disso, o GP acompanha tudo AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar