Meses após punir Vettel na Índia, FIA legaliza zerinhos e libera vencedor para “ato de celebração”

Meses após punir Sebastian Vettel por executar zerinhos ao fim do GP da Índia, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) voltou atrás, legalizou a manobra e afirmou que os pilotos estão autorizados a realizarem um ato de celebração, desde que seja feito de maneira segura

Às vésperas do início da temporada 2014 da F1, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) publicou uma atualização em seu regulamento esportivo autorizando os pilotos a executarem um “ato de celebração” em caso de vitória. Mudança chega meses após a entidade punir Sebastian Vettel por conta dos zerinhos realizados ao fim do GP da Índia.
Vettel foi punido por celebração em Buddh no ano passado (Foto: Getty Images)
No regulamento publicado no último dia 5, a entidade incluiu uma exceção ao Artigo 30.4, que diz que em nenhuma circunstância um piloto pode parar o carro na pista sem uma razão justificada, e autorizou a realização de uma celebração.
 
“Uma exceção ao Artigo 30.4 será feita ao piloto vencedor, que pode realizar um ato de celebração antes de chegar ao parc femé, desde que tal ato: a) seja realizado de forma segura e não coloque em risco outros pilotos e qualquer comissário; b) não coloque em questão a legalidade de seu carro; c) não atrase a cerimônia do pódio”, diz o novo texto.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube