Mesmo com revés na Rússia, Hamilton mantém liderança confortável. Confira classificação

A dupla punição e o terceiro lugar em Sóchi não alteraram muito a condição de Lewis Hamilton no Mundial. Entre os Construtores, a Racing Point encostou na McLaren com o 4º lugar de Sergio Pérez

A vitória no GP da Rússia deste domingo (27) ficou nas mãos de Valtteri Bottas. Um triunfo que veio muito por conta da dupla punição imposta a Lewis Hamilton por ter feito uma simulação de largada em ponto não designado pela direção de prova antes da largada. O britânico, que está perto da sua 91ª vitória na Fórmula 1 para igualar o recorde de Michael Schumacher, terminou em terceiro, atrás também de Max Verstappen. Mas nada que mudasse muito a ordem do Mundial de Pilotos após dez etapas na temporada 2020.

A classificação do campeonato agora tem Hamilton com 205 pontos, contra 161 de Bottas, que está 44 tentos atrás do companheiro de equipe. Verstappen, por sua vez, encurtou um pouquinho a sua diferença para Lewis: de 80 para 77 depois do GP da Rússia.

Confira a classificação atualizada dos Mundiais de Pilotos e Construtores

Lando Norris, da McLaren, mesmo sem ter pontuado neste domingo, segue em quarto no campeonato. Muito porque Alexander Albon, com o segundo carro da Red Bull, fez uma corrida das mais apagadas e terminou somente na décima colocação, marcando assim somente um ponto.

Lewis Hamilton mantém liderança folgada depois do terceiro lugar na Rússia (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Quinto colocado em Sóchi, Daniel Ricciardo, da Renault, está na briga para ser o quarto melhor piloto do Mundial de Pilotos com 63 pontos, enquanto Charles Leclerc, com o carro da Ferrari, fez outra corrida heroica para as condições que tem e está em sexto, com 57.

Esta é a mesma pontuação de Lance Stroll, que abandonou nos primeiros metros da corrida após ter sido tocado pelo próprio Leclerc. Assim, Sergio Pérez, com seu melhor resultado na temporada, quarto lugar na Rússia, encostou no companheiro de equipe na Racing Point. O mexicano soma 56, enquanto Pierre Gasly, vencedor do GP da Itália e nono colocado neste domingo, é o décimo no campeonato e tem 45 tentos.

No Mundial de Construtores, enquanto a Mercedes lidera com enorme folga, com 366 pontos, contra 192 da Red Bull, a luta pelo terceiro lugar segue muito apertada e imprevisível.

A McLaren, que amargou o abandono de Carlos Sainz, que bateu no muro da curva 2 logo na primeira volta, e a não pontuação de Norris, estacionou nos 106 pontos, enquanto a Racing Point, com o quarto lugar de Pérez na Rússia, encostou na equipe de Woking e está somente dois pontos atrás, na quarta colocação.

Além do time da ‘Mercedes rosa’, a Renault, com os pontos somados por Ricciardo e Esteban Ocon, sétimo na corrida, está próxima do top-3, com 99 tentos. A Ferrari está com 74 pontos e abriu um pouco de vantagem para a AlphaTauri, com 59. Alfa Romeo permanece em oitavo e soma 4 pontos, contra 1 da Haas, enquanto a Williams segue zerada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube