Muito respeitado, Alonso afirma que preferiria ter “sala cheia de troféus a sustentar tanta admiração” na F1

Mesmo sendo bastante respeitado na F1, Fernando Alonso admitiu que preferiria ter mais troféus em casa a sustentar tamanha admiração do paddock e dos fãs. O ferrarista é bicampeão e não vence uma corrida desde o ano passado, quando cruzou a linha de chegada na Espanha na primeira posição

Fernando Alonso parecia exausto ao fim da corrida na Áustria, onde levou a Ferrari #14 até o quinto posto, sendo, então, o melhor competidor entre os que não usam os fortes motores Mercedes. Mas o espanhol cruzou a linha de chegada quase 20s depois do vencedor Nico Rosberg e, apesar de contente com o resultado, disse que não vê a hora de retomar o caminho das vitórias na F1. O bicampeão, entretanto, manteve os pés no chão e disse que a batalha contra a equipe prateada em 2014 é "quase impossível".

Ainda assim e por desempenhos como o do último fim de semana, Alonso continua bastante respeitado por seus pares, chefes de equipes e é um dos pilotos com maior torcida da F1 atual. Analisando sua performance dos últimos anos no Mundial, o asturiano admitiu que preferiria uma sala cheia de troféus a sustentar tamanha admiração do paddock e dos fãs.

Fernando Alonso disse que queria ter mais troféus do que respeito do público e da F1 (Foto: Ferrari)

“Sempre há certa satisfação em ver os outros dizerem que você está guiando cada vez melhor. Há o respeito dos pilotos, dos chefes das equipes, dos fãs. Todos reconhecem o seu trabalho, mas acho que eu preferiria não ter nenhum respeito e mais troféus em casa", disse o ferrarista aos jornalistas em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO, no Red Bull Ring, no último domingo (22).

"Mas já estou nessa posição há cinco anos", falou Fernando, tentando minimizar a falta de ritmo da Ferrari frente aos principais concorrentes das últimas temporadas. "No momento, não estamos em posição de vencer, então temos de pouco a pouco tentar ir ao pódio, tentar ganhar e conseguir o maior número de possível de pontos para a equipe", completou.

Nesta temporada, o melhor resultado de Alonso foi o terceiro lugar no GP da China. Na classificação geral, o espanhol é o quarto colocado, com 79 pontos, 86 a menos que o líder Rosberg.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar