Na sequência dos testes, Alonso e Hamilton são escalados para provar Halo nos treinos livres do GP de Cingapura

Fernando Alonso e Lewis Hamilton vão se juntar a lista de pilotos que já provaram o Halo em Cingapura. Proteção de cockpit já foi testada por Ferrari, Red Bull, Mercedes, Force India, Toro Rosso e McLaren

A introdução do Halo foi adiada para a temporada 2018, mas nem por isso a F1 deixou de trabalhar no conceito. No último fim de semana, em Monza, Nico Rosberg, Nico Hülkenberg, Carlos Sainz Jr. e Daniel Ricciardo testaram a proteção de cockpit, e agora chegou a vez de Fernando Alonso e Lewis Hamilton.
 
McLaren e Mercedes confirmaram que os dois pilotos vão provar o Halo durante os treinos livres para a etapa de Cingapura do Mundial. Até agora, a proteção já foi testada por equipes como Ferrari, Red Bull, Mercedes, Force India, Toro Rosso e McLaren.
Nico Rosberg testou o Halo pela primeira vez nesta sexta-feira em Spa (Foto: Beto Issa)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Diretor-técnico da McLaren, Tim Goss classificou os testes com o Halo como “muito instrutivos”.
 
“Para a McLaren, o teste com Jenson [Button] em Monza permitiu que ganhássemos conhecimento a respeito da performance tanto em chicanes apertadas como em curvas de alta velocidade”, disse Goss. “O plano é que Fernando teste em Cingapura, o que vai oferecer um número diferente de variáveis: o circuito é ligeiro, com algumas curvas bem apertadas e com muitas barreiras Armco [guard-rail]”, seguiu.
 
“A avaliação dele será um feedback para o grupo de trabalho, já que os times estão progredindo com os atuais desenvolvimentos das alternativas de proteção de cabeça”, completou.
 
Após o teste na Itália, Button admitiu que o Halo pareceu “um pouco estranho”. 
 
“O teste foi Ok”, resumiu Jenson. “Não tivemos maiores problemas com isso. Talvez seja um pouco mais difícil para ver as luzes na reta de largada e nos pit-stops, mas ainda temos muitas possibilidades de mudar as coisas”, ponderou. 
 
“É um pouco estranho: a 200 mph [321,8 km/h], ao invés de focar na próxima curva, você foca em algo parado na frente dos seus olhos — o que pode te deixar um pouco vesgo”, concluiu.
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube