Na volta à F1, Button já enfrenta punição por troca de motor e perde 15 posições no grid do GP de Mônaco

Jenson Button vai perder 15 posições no grid de largada do GP de Mônaco, graças a uma mudança no MGU-H e no turbocompressor do motor Honda. Essa é a quinta alteração que a fabricante faz na unidade de potência, por isso a punição

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : ‘pt’
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : ‘inread’
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Jenson Button nem bem voltou à F1 e já terá de cumprir uma punição por conta da troca de elementos do motor Honda da McLaren. O campeão do mundo de 2009 retornou ao cockpit do carro inglês apenas para a corrida em Mônaco, neste fim de semana, em substituição a Fernando Alonso, que decidiu correr as 500 Milhas de Indianápolis, que acontecem também neste domingo. Só que a esperança de um bom posicionamento no grid se foi depois que a fornecedora japonesa descobriu falhas no MGU-H, a bateria que transforma o calor dos gases do escapamento em força para ajudar a girar o próprio turbocompressor.

 
A Honda anunciou na manhã deste sábado (27), em Monte Carlo, que a peça da unidade de potência do carro de Button apresentou problemas depois dos treinos livres de quinta-feira e que a troca é inevitável. A montadora vai mudar não só a bateria, como também o turbocompressor. 
Jenson Button (Foto: McLaren)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

E como isso representa a quinta substituição de ambos os elementos – o regulamento prevê apenas quatro mudanças por temporada -, Jenson vai perder 15 colocações no grid de largada de logo mais. De acordo com o documento publicado pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo), a punição se deve à quinta mudança na temporada do turbocompressor (dez colocações), além de mais cinco pela troca do quinto MGU-H usado. 

 
A fabricante nipônica também mudou o motor a combustão interna, o MGU-K (antigo KERS), o MGU-H e o turbocompressor do carro de Stoffel Vandoorne, companheiro de McLaren de Button. A Honda informou ainda que alterações foram necessárias e "estavam programadas devido ao controle de quilometragem". De todos os elementos mudados, apenas o MGU-K é novo e, como ainda é o terceiro do ano, Vandoorne não vai sofrer qualquer punição.

O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades do GP de Mônaco, sexta etapa da temporada 2017 do Mundial de F1, por meio do novo livetiming.

GENIAL, ALONSO FOI ESPETACULAR NA CLASSIFICAÇÃO EM INDIANÁPOLIS E ENTRA NO PÁREO PELA VITÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = ‘ca-pub-6830925722933424’;
google_ad_slot = ‘8352893793’;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(‘crt_ftr’).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(‘cto_ifr’);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(‘px’)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write('’);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube