Nasr destaca dificuldades para se adaptar com novo traçado do México: “É normal que esteja escorregadio”

A adaptação ao traçado e asfalto do autódromo Hermanos Rodríguez promete ser a grande dificuldade do GP do México. Para Felipe Nasr e sua deficiente Sauber, os problemas foram agravados por não conseguir se adaptar aos compostos dos pneus

#GALERIA(5495)
Os pilotos da F1 enfrentaram um desafio relativamente incomum nos treinos livres para o GP do México desta sexta-feira (30): a adaptação a um traçado novo e a um asfalto que escorrega mais do que o normal. A situação não foi diferente para Felipe Nasr, que lutou contra as dificuldades de sua Sauber.

 
O C34 de Nasr exigiu um bom esforço da Sauber até ser adaptado às condições diferenciadas do autódromo Hermanos Rodríguez. Segundo o brasileiro, a equipe focou na pouca aderência do novo asfalto mexicano.
Felipe Nasr durante a segunda sessão de treinos no autódromo Hermanos Rodríguez, no México (Foto: Getty Images)

“Hoje era tudo sobre aprender o novo circuito e se acostumar com ele. Como o nível de aderência é baixo, fizemos alguns ajustes no carro pensando em se adaptar às condições de pista. É normal que o asfalto esteja bem escorregadio em circuitos novos”, contou Nasr.

 
Além das dificuldades com asfalto e aderência, Nasr se queixou da adaptação dos pneus às condições do traçado mexicano. Segundo o #12, a Sauber ainda precisa trabalhar bastante para resolver questões com ambos compostos médios e macios.
 
“Eu sofri principalmente com os pneus médios, tentando os fazer funcionar. Estava um pouco melhor no composto macio, mas ainda temos muito trabalho por fazer. Precisamos analisar os dados e então tomar as decisões corretas para o carro”, disse.
 
Nasr foi coadjuvante nos dois treinos livres. Sua melhor marca veio no segundo, que lhe garantiu o 14º melhor tempo na sexta-feira. O piloto mais rápido do dia foi Nico Rosberg, 1s899 mais rápido do que Felipe.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube