Norris vê McLaren em “ritmo insano de trabalho” e admite pressão por resultados

Lando Norris fez um balanço da primeira parte da temporada 2019 com a McLaren e admitiu que ficou impressionando com o ritmo de trabalho de uma equipe na F1. Embora mais relaxado, o inglês reconheceu a pressão de entregar resultados, além do melhor entendimento e da importância das informações mais técnicas

Um dos destaques do pelotão intermediário e melhor estreante até o momento na F1, Lando Norris revelou que a escala de trabalho da McLaren "é insana" e que isso colocou uma pressão adicional a sua primeira temporada no Mundial, especialmente nos estágios iniciais de 2019. Oriundo do programa de competidores do time de Woking, o jovem inglês foi alçado ao posto de titular da equipe inglesa depois do vice-campeonato na F2 em 2018. 
 
A verdade é que o desempenho de Lando vem surpreendendo na medida em que a própria McLaren melhora. O piloto deu o pontapé inicial da F1 com o oitavo lugar no grid na Austrália. Os primeiros pontos vieram com a sexta colocação no Bahrein. Atualmente, o britânico ocupa a décima posição no Mundial de Pilotos, com 24 pontos.
Lando Norris faz a estreia na Fórmula 1 em 2019 (Foto: McLaren)
E ao falar das primeiras 12 etapas com a McLaren, Norris admitiu que agora está mais relaxado, conhecendo melhor a estrutura da esquadra chefiada por Andreas Seidl. Questionado sobre a estreia e sobre o trabalho em uma esquadra como a inglesa, o jovem ainda respondeu: "É insano. Especialmente a McLaren. Tudo lá é legal e há muitas pessoas trabalhando. Toda vez que entro lá é incrível. Já conversei com os aerodinamicistas, engenheiros e gente de todas as áreas. Sempre descubro algo a mais, algo diferente. E é claro que isso coloca uma pressão adicional ao mesmo tempo, porque todas essas pessoas confiam em mim e em Carlos (Sainz)", explicou Norris, se referindo também ao companheiro de equipe.
 
"Depois da primeira corrida, fiquei tipo: 'Tem um monte de gente esperando isso'. É o mesmo agora, mas estou mais relaxado neste ponto da temporada, mais confiante na minha direção de trabalho, mas não posso decepcioná-los", completou o inglês em declaração ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
 
Lando ainda comparou o trabalho na F1 com o que tinha na F2 e reconheceu que estar na maior das categorias exige um pouco mais. "Tudo o que eu falo agora, Carlos e eu, na verdade, pode se tornar uma atualização daqui a três ou quatro corridas."
 
"Então, é algo para o meu próprio benefício. Se eu não pensar do jeito certo, se não descrever da maneira correta o que está acontecendo, isso terá um efeito negativo quando vier a atualização. Na F2, você não tem peças novas, você faz ajustes aqui e ali, mas não chega nem perto do nível da F1. Muitas das coisas que eu falo agora, poderão ser usadas no ano que vem com um grande efeito", concluiu o piloto, que tem o vínculo com a McLaren renovado para 2020.
 

A Fórmula 1 atravessa um momento de pausa para as férias de verão na Europa, e volta às pistas somente em setembro, com o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

 

Paddockast #29
ONE HIT WONDERS DO ESPORTE A MOTOR

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar