Ocon revela que vaga na Renault “sempre foi o objetivo” durante adolescência

O piloto francês de 23 anos passou as últimas temporadas ligado à Mercedes, mas foi liberado para preencher a vaga da Renault na temporada 2020. Após os primeiros anos da carreira com a montadora francesa, agora está de volta

Após um ano fora do grid do Mundial de Fórmula 1, Esteban Ocon está de volta e fora do guarda-chuva da Mercedes. Com a Renault, o jovem francês realiza a meta da adolescência: defender a fábrica francesa na F1. Apesar dos últimos anos com a Mercedes, a conexão de Ocon com a Renault começou há uma década, afinal. 
 
Ocon ainda era piloto de kart aos 13 anos em 2010 quando passou a frequentar a fábrica da Renault para se preparar. Fez o pulo para as pistas em 2012 e exatamente nas categorias de base da montadora francesa. Anos depois, deixou a Renault pela Mercedes. De volta à fábrica em que tudo começou, sente-se em casa. 
 
"Conheço a equipe muito bem, porque cresci com ele na minha carreira de base. Não entrei em 2009, mas de 2010 em diante eu estava lá, aprendi inglês, treinei na fábrica e frequentei muito aquela fábrica", afirmou.
Esteban Ocon (Foto: Renault)
"Claro que muita gente saiu e chegou, são muitas caras novas e a fábrica está completamente diferente, mas é uma equipe que eu conheço muito bem. É por isso que é ótimo continuar a história do passado, porque lá atrás o objetivo sempre foi conseguir uma vaga com esse time. É meio emocionante", finalizou.
 
Ocon substitui Nico Hülkenberg e terá Daniel Ricciardo como companheiro. Dos lados da Renault, o chefe Cyril Abiteboul afirmou que a chegada do compatriota criou "uma nova energia" no trabalho interno.
 
A pré-temporada da F1, marcada para Barcelona, começa no dia 18 de fevereiro; o campeonato, de forma oficial, abre no fim de semana de 15 março, direto da Austrália.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube