Organização do GP de Miami abandona traçado original e estuda nova área para receber Fórmula 1

O GP de Miami segue com contratempos para sair do papel. O projeto inicial de corrida na região portuária já é coisa do passado – interromper o ritmo de uma área tão central seria difícil. A ideia de receber corrida em 2020 já está adiada

A novela do GP de Miami, novo sonho de consumo da Fórmula 1, ganhou novos capítulos. O projeto inicial de realizar a corrida na parte central da metrópole americana, com traçado passando pela ostentosa ponte Port Bridge, foi descartado. De acordo com os empresários Stephen Ross e Tom Garfinkel, envolvidos com o projeto da prova americana, a necessidade de interromper a rotina na região do traçado se mostrou um grande empecilho.
 
“O impacto econômico de uma corrida de Fórmula 1 em Miami seria no mesmo nível de um Super Bowl”, disse Garfinkel, mais conhecido como diretor-executivo do Miami Dolphins, time de futebol americano da cidade. Queremos que seja algo grandioso para Miami. “Infelizmente, quando recebemos o relatório detalhado sobre os esforços necessários para construir o circuito de rua todos os anos, vimos que as múltiplas semanas com interrupção no trânsito e impacto sobre o porto, o Bayfront Park, os moradores e as empresas no Biscayne Boulevard seriam significativas. Eu e Steve [Stephen Ross, dono do Miami Dolphins] sentimos que isso derrubava nossa proposta”, lamentou.
A ponte de Miami, que seria utilizada pela F1 (Foto: Reprodução/Twitter)

Dessa forma, a mudança de rumos não inclui somente o desenvolvimento de um novo traçado, e sim a busca por uma região mais apropriada em Miami. Longe da região portuária, o projeto atual de Garfinkel é desenvolver uma pista justamente na região do Hard Rock Stadium – casa do Miami Dolphins.

 
“Muita coisa ainda precisa acontecer para que possamos fazer isso [a corrida], mas temos 250 acres de terreno. Trazer uma corrida de F1 ao espaço do Hard Rock Stadium e do Miami Open significa criar um circuito de ponta que não é afetado por estruturas existentes. Isso também significa melhor estrutura de entrada e saída, mais conforto e vistas únicas”, encerrou. 
 
O projeto inicial de realizar o GP de Miami em 2020 já foi adiado. Dessa forma, a única corrida americana no calendário da Fórmula 1 nos próximos anos segue sendo a de Austin, casa do GP dos Estados Unidos desde 2012.
 

Confira a programação do fim de semana do GP do Azerbaijão de F1
Horários de Brasília, GMT -3

SESSÃO DIA DATA HORA
TL1 Sexta 26/4 6h
TL2 Sexta 26/4 10h
TL3 Sábado 27/4 7h
TC Sábado 27/4 10h
GP Domingo 28/4 9h10

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube