Pérez usa discurso pé no chão e fala que McLaren ainda está "muito longe" de brigar por vitórias em 2013

No melhor estilo pé no chão, Sergio Pérez não acredita que a McLaren vai melhorar ao ponto de vencer corridas em 2013. "Acho que estamos muito longe disso", disse

A McLaren está "muito longe" de ter um carro capaz de fazer frente às rivais e brigar por vitórias na F1 em 2013. A opinião é de Sergio Pérez. Embora a equipe inglesa tenha feito progressos com relação ao desempenho do MP4-28 depois de um início desastroso de temporada, o mexicano não manifestou grande otimismo ao falar do quanto o time ainda pode melhorar.

Ao ser perguntado se a escuderia inglesa poderia ainda tornar o carro atual vencedor, Pérez preferiu um discurso mais pé no chão. "Acho que estamos muito longe disso. Nós temos de fazer grandes alterações e melhorar muita coisa ainda", disse. "No momento, nós somos um segundo por volta mais lentos, por isso não estamos na posição em que gostaríamos. Você não vence corridas sendo um segundo mais lento", completou.

Sergio Pérez acha difícil a McLaren brigar por vitórias em 2013 (Foto: Getty Images)

Apesar da visão pouco otimista com relação à evolução da McLaren, Sergio acredita que é essencial que o time permaneça trabalhando para melhorar o atual carro, mas afirmou também que o trabalho excessivo não pode sacrificar o projeto do modelo de 2014, para que o time não corra o risco de viver outra temporada ruim no próximo ano.

"Temos de dar o nosso melhor nos próximos meses, porque em algum ponto teremos de nos concentrar totalmente em 2014. Não há chance de perdemos mais um ano. Queremos ganhar, somos uma equipe vencedora. A prioridade é maximizar nossa performance neste ano e tentar obter o melhor resultado possível e, depois, focar nossos esforços no futuro", acrescentou o piloto.

GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ o GP da Inglaterra, direto do circuito de Silverstone neste final de semana, com o repórter Renan do Couto

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube