Pirelli completa 12 mil km em testes com novos pneus para 2017 e avisa: “Agora começa o trabalho duro”

Foram nada menos que 24 dias de testes envolvendo três equipes e carros modificados para avaliar da melhor forma o impacto dos novos pneus da F1, adaptados ao novo regulamento técnico que vai entrar em vigor na próxima temporada. A avaliação do diretor-esportivo Paul Hembery é bastante positiva por conta das informações acumuladas desde agosto

 

Na terça-feira (29), Abu Dhabi recebeu a última bateria de testes com os protótipos dos novos pneus da F1 neste ano. Lewis Hamilton, que depois foi substituído por Pascal Wehrlein na Mercedes, Kimi Räikkönen na Ferrari e Daniel Ricciardo e Max Verstappen, na Red Bull, guiaram carros modificados para avaliar os novos — e mais largos — pneus da F1, que vão entrar em vigor com o novo regulamento técnico da categoria a partir de 2017. Ao todo, foram quase 12 mil km acumulados durante 24 dias de testes.

 
Para Abu Dhabi, a Pirelli desenvolveu um programa diferente, já que foi a primeira vez em que mais de uma equipe testou ao mesmo tempo e na mesma pista com os novos compostos da F1. Assim, a fornecedora de Milão realizou uma espécie de teste cego, com os pilotos e equipes sem saber com qual tipo de pneus estavam usando ao longo da sessão. Os tempos de volta não foram oficialmente divulgados.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

A Pirelli ficou satisfeita com o trabalho realizado durante os testes com os novos pneus da F1 (Foto: Reprodução/Pirelli)
Paul Hembery, diretor-esportivo da Pirelli para a F1, avaliou de forma positiva os trabalhos realizados desde agosto com os novos pneus, mas disse que ainda há muito trabalho a ser feito no desenvolvimento dos compostos até o começo dos testes de pré-temporada, já com os novos carros da F1, a partir de 27 de fevereiro, em Barcelona.
 
“Para o último teste do ano, tivemos cinco pilotos testando nossos protótipos de 2017, enquanto completávamos nosso programa de desenvolvimento com três carros de uma vez. Agora começa o trabalho duro enquanto recompilamos e analisamos os resultados dos nossos 24 dias e aproximadamente 12 mil km de testes para definir os pneus com os quis vamos competir no ano que vem”, disse o engenheiro britânico.
 
“Com esses dados, vamos logo começar a rodar nos carros de 2017 pra valer pela primeira vez durante os testes em fevereiro. Nosso último teste em Abu Dhabi foi de acordo com o planejado. Pudemos recompilar as informações que precisávamos graças aos três carros modificados da Mercedes, Red Bull e Ferrari, sem os quais teria sido impossível continuar com este programa intenso de desenvolvimento”, finalizou.
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube