Pirelli se defende e culpa frio por batida de Vettel durante testes de pneu de chuva intensa: “Condições eram anormais”

O diretor-esportivo da Pirelli, Paul Hembery, afirmou que o frio em Fiorano tornou quase impossível que os pneus de chuva intensa - que estavam sendo testados por Sebastian Vettel - ganhassem a temperatura necessária. Assim, lavou as mãos pelo problema

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O acidente de Sebastian Vettel nos testes dos pneus de chuva intensa que a Ferrari conduzia em Fiorano na semana passada ressoou um tanto quanto negativo para a Pirelli. Mas a fábrica italiana não acredita que seus pneus causaram o acidente. O frio, sim, ficou com a culpa.

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Vettel bateu de lado numa das barreiras de contenção após perder o carro. Segundo Paul Hembery, diretor-esportivo da marca italiana, afirmou que as condições do teste eram muito abaixo do ideal. O frio italiano tornou quase impossível aquecer os pneus.

 
"Foi um dia muito, muito frio. Eram condições anormais que tornaram o teste muito delicado. Apenas 4°C, o que não é comum. Fazer os pneus funcionarem sob essas temperaturas é o problema", avaliou Hembery à rede de TV alemã RTL. 
 
Segundo o diretor, a Pirelli ainda encara um grande ponto de interrogação: os novos carros ao vivo. "O maior desafio para nós é não ter visto os novos carros. Nós provavelmente só veremos se nossas informações correspondem ao real na noite de sábado em Melbourne", disse.
Sebastian Vettel teve problemas no teste com a Ferrari (Foto: Reprodução/Twitter)
Outro diretor, Mario Isola, reforçou a preocupação. Certas coisas, segundo ele, são difíceis de precisar antes de ver os novos carros na pista. Preparada para isso, a Pirelli tem alguma reserva para se resguardar.
 
"Alguns elementos são difíceis de prever, então temos cinco compostos reservas preparados para que sejam usados se na pista real as informações não baterem com a simulação", encerrou.
 
A pré-temporada da F1 começa em 27 de fevereiro.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

PADDOCK GP #63 DEBATE CRISE NA F-TRUCK

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube