Político descarta uso de verbas do governo indonésio para comprar vaga de Haryanto na Manor: “Não podemos apoiar atletas”

Basuki Purnama, governador do distrito de Jakarta, avisou que verbas do governo federal da Indonésia não poderão ser utilizadas para financiar a entrada de Rio Haryanto, piloto local, na Manor. Com isso, apenas R$ 21 milhões dos R$ 63 milhões necessários estão garantidos

Rio Haryanto parecia bem próximo de conseguir uma vaga na Manor quando o governo da Indonésia se mostrou disposto a comprar um assento na F1. Mas a situação parece estar mudando: Basuki Purnama – governador do distrito de Jakarta, capital do país – apontou que o dinheiro público não pode ser utilizado com este propósito.
 
“Chequei o regimento do Controle de Desenvolvimento Financeiro, e o orçamento da cidade não pode ser utilizado para fins comerciais com a F1. Não podemos apoiar atletas profissionais”, avisou Purnama.
Haryanto ainda não sabe se vai pilotar pela Manor (Foto: GP2/LAT)
O governo da Indonésia comunicou que teria o equivalente a R$ 63 milhões para apoiar a Manor, tendo em troca a confirmação de Haryanto na F1. Mas, se o bloqueio do dinheiro público se concretizar, apenas R$ 21 milhões – provenientes da petroleira estatal Pertamina – seriam liberados.
 
Sem os outros R$ 42 milhões, necessários para chegar ao valor estimado pela Manor, o negócio vira uma incógnita. Mas o Ministro dos Esportes do país, Imam Nahrawi, garante que vai seguir procurando o que falta para completar o orçamento.
 
“Preciso encontrar uma fórmula perfeita para apoiar Rio financeiramente e ficar de acordo com os requerimentos da Manor”, disse.
 
A Manor é a única equipe do grid com vagas em aberto. A equipe, que contou com Will Stevens, Roberto Merhi e Alexander Rossi em 2015, ainda não parece estar próxima de nenhum acordo. Pascal Wehrlein, campeão do DTM, chegou a ser considerado, mas tal negociação segue sendo uma incógnita.

Haryanto, por sua vez, carrega resultados bons na GP2. Depois de três temporadas discretas no certame, o indonésio deu um passo adiante e terminou o campeonato de 2015 em quarto lugar, vencendo três corridas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube