Por carenagem solta na classificação, comissários punem Verstappen com drive-through no início do GP da Itália

Max Verstappen sofre na Itália nos primeiros dois dias de atividades. Após problemas de câmbio neste sábado (5), quase não saiu à pista. Quando saiu, o carro tinha uma carenagem mal presa. Por isso, o piloto que larga em último no domingo ainda vai precisar fazer um drive-through

A trapalhada dos mecânicos da Toro Rosso, que deixaram Max Verstappen ir à pista nos instantes finais do Q1 do treino classificatório para o GP da Itália com um pedaço de carenagem solto, não passou impune para o lado do piloto holandês. Além de largar na última posição por não ter dado voltas rápidas, Max ainda começa a prova com a obrigação de cumprir um drive-through.
 
Na realidade, Verstappen nem iria à pista para a classificação por conta de um problema de câmbio que se manifestou antes. Com pressa, a equipe não trabalhou da melhor forma e a parte simplesmente voou para o meio da pista.
Toro Rosso de Verstappen ficou sem parte da carenagem (Foto: Reprodução/Twitter)
Depois de contornar a Variante dello Rettifilo, o novato vinha para contornar a curva quando viu voar a cobertura do motor. Então, sem abrir volta, Max voltou aos boxes com a unidade de força Renault bem às vistas. 
 
É, aliás, um péssimo final de semana para a equipe italiana. Desde a sexta-feira, Verstappen e Carlos Sainz Jr sofrem com diversas dificuldades de confiabilidade e punições aos montes. 
 
Verstappen sai em 20º, enquanto Sainz larga na 15ª colocação no GP da Itália que larga às 9h (de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube