Por precaução, Williams isola chefe em Zandvoort após jantar com Räikkönen

Apesar de ter testado negativo para Covid-19, Jost Capito foi preventivamente afastado do paddock pela Williams. O chefe e CEO da equipe jantou na última sexta-feira com Kimi Räikkönen, fora da prova

Carlos Sainz bateu forte a Ferrari na inclinada curva 3 do circuito de Zandvoort no treino livre 3 (Vídeo: F1 TV)

Na sequência do anúncio de que Kimi Räikkönen testou positivo para a Covid-19 e está afastado do restante do GP da Holanda, a Williams confirmou na manhã deste sábado (4) o afastamento preventivo do CEO chefe da equipe, Jost Capito. O dirigente alemão jantou com o finlandês na noite de sexta-feira e, por isso, está em isolamento no hotel em que está hospedado em Zandvoort mesmo após ter testado negativo para a doença.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Em comunicado oficial divulgado no Twitter, a Williams confirmou que Capito está isolado do restante da equipe e, por isso, não vai acompanhar ‘in loco’ o GP da Holanda.

JOST CAPITO; WILLIAMS;
Jost Capito está fora da sequência do GP da Holanda por precaução (Foto: Williams)

Apesar da negativa no teste realizado, por precaução e com intuito de diminuir a possível disseminação do vírus, foi decidido em conjunto que Capito ficará afastado do paddock no restante das atividades em Zandvoort.

“Após o anúncio de que Kimi Räikköinen testou positivo para Covid-19, a Williams confirma que Jost Capito não vai entrar no paddock na sequência do GP da Holanda. Jost se encontrou com Kimi ontem, de maneira social e respeitando o distanciamento. Apesar de não ter tido um contato próximo e ter testado negativo, Jost e Williams decidiram, por precaução, tomar essa medida para mitigar o potencial de infecção para a equipe”, disse o comunicado.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Dentro da pista, já sem a presença de Capito, a manhã de sábado foi marcada pelo TL3. Na atividade, os pilotos da equipe de Grove, Nicholas Latifi e George Russell, terminaram em 12º e 14º, respectivamente.

Kimi Räikkönen está fora do GP da Holanda (Foto: Alfa Romeo)

Do lado da Alfa Romeo, com o ‘Homem de Gelo’ foi substituído por Robert Kubica, piloto reserva da equipe, que levou carro de número #88 à 19ª posição do treino. Räikkönen, que nesta semana anunciou que se aposentará no fim da temporada, é o quarto piloto da categoria a perder uma corrida por conta da Covid-19 e já cumpre isolamento social no hotel.

No ano passado, Sergio Pérez e Lance Stroll foram infectados pelo novo coronavírus. O mexicano desfalcou a Racing Point, hoje Aston Martin, nos GPs da Inglaterra e dos 70 Anos da F1, enquanto Stroll não correu no GP de Eifel, em Nürburgring, sendo substituídos por Nico Hülkenberg. No fim do ano, Lewis Hamilton também testou positivo para Covid-19 e foi substituído na Mercedes por George Russell.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado em Zandvoort para a classificação que vai definir o grid de largada do GP da Holanda a partir de 10h (de Brasília, GMT-3). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar