Prejudicada por distribuição de pontos, Alfa Romeo pede que F1 “aprenda lições” de Spa

A Alfa Romeo não aprova a decisão da F1 de validar os resultados do GP da Bélgica após duas voltas atrás do safety-car. A equipe suíça perdeu muito terreno para a Williams no Mundial

Assista aos melhores momentos do GP da Bélgica deste domingo (Vìdeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Ninguém ficou feliz com o andar do GP da Bélgica do último fim de semana, mas a Alfa Romeo tem ainda mais motivos para ficar zangada. A equipe suíça, que não pontuou e viu a rival Williams ir ao pódio sem uma única volta real de corrida, fica em situação delicada no Mundial de Construtores. Não por acaso, a escuderia alvirrubra veio a público para reclamar da postura da direção de prova da Fórmula 1.

A Alfa Romeo não critica a decisão da F1 de não correr, dadas as condições climáticas tenebrosas em Spa. O problema está na decisão de realizar duas voltas atrás do safety-car, que deram ao GP status de oficial, com pontos distribuídos pela metade.

“A decisão de não correr nessas condições foi correta, pensando nos interesses e na segurança dos pilotos, dos fiscais e do público”, apontou a Alfa Romeo através de comunicado. “Entretanto, teríamos lidado com a situação de forma muito mais apropriada sem a ‘corrida’ que vimos ontem”, seguiu.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A tenda que a Alfa Romeo montou para Antonio Giovinazzi no grid de largada do GP da Bélgica (Foto: Alfa Romeo)

“Esse resultado dói para todos nós, mas dói ainda mais para os fãs do nosso esporte, que não viram o espetáculo que queriam. Esperamos que lições tenham sido aprendidas ontem, lições para nos ajudar a trabalhar melhor no futuro em condições assim, colocando o público na posição que merece”, concluiu.

A Alfa Romeo terminou a corrida com Antonio Giovinazzi em 13° e Kimi Räikkönen em 18°. A Williams, em contrapartida, teve George Russell em segundo e Nicholas Latifi em nono. Mesmo com pontos pela metade, a escuderia britânica acumulou 10 numa tacada só. A briga no Mundial de Construtores pelo oitavo lugar, outrora apertada, passa a ter o placar de 20 x 3. Salvo uma reviravolta, os suíços terminarão o ano em nono, à frente apenas da Haas.

A próxima etapa da F1 é o GP da Holanda. A corrida em Zandvoort é já nesta semana, em 5 de setembro.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar