Presidente da Fiat vê Ferrari “perdendo muito tempo” e fala em “construir futuro digno do nosso passado”

Presidente da Fiat, John Elkann evitou detalhar mudanças, mas avaliou que a Ferrari está perdendo muito tempo. Dirigente ressaltou o desejo de recuperar o título da F1 e falou em construir um “futuro digno do nosso passado vitorioso”

A pressão na Ferrari só faz aumentar. Depois de mais uma derrota para a Mercedes em 2018, a escuderia de Maranello trocou o comando do time, substituindo Maurizio Arrivabene por Mattia Binotto. As mudanças, no entanto, podem não parar por aí.
 
Presidente da Fiat, John Elkann, que assumiu o comando após a morte de Sergio Marchionne, admitiu a necessidade de “fortalecer a estrutura organizacional” da Ferrari e deixou a porta aberta para novas mudanças.
 
“Tenho lidado diretamente com a Ferrari há apenas alguns meses”, disse Elkann no Salão do Automóvel de Detroit. “Houve a necessidade de fortalecer a estrutura organizacional do time”, seguiu.
John Elkann avaliou que a Ferrari está perdendo muito tempo (Foto: Ferrari)

Ainda, o dirigente descreveu Binotto como “uma figura com competência técnica inquestionável”.

 
Rumores indicam que Binotto vai acumular os postos de chefe e diretor-técnico da Ferrari. Além disso, alguns veículos indicam uma possível volta de Stefano Domenicali, hoje diretor-executivo da Lamborghini, além da inclusão de Mick Schumacher na Academia de Pilotos.
 
Questionado pelo jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’ sobre os rumores envolvendo a Ferrari, Elkann evitou dar detalhes, mas mostrou desejo de mudança.
 
“Não posso antecipar decisões que serão tomadas dentro da Scuderia nos próximos meses”, declarou. “Vamos falar disso no momento certo”, garantiu.
 
“Nós queremos construir um futuro digno do nosso passado vitorioso”, defendeu. “Nós queremos vencer o campeonato mundial o mais cedo possível ― estamos perdendo muito tempo”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube