Problema na vela tira Vettel da briga por pontos no Japão e coloca campeonato de 2017 nas mãos de Hamilton

Sebastian Vettel abandonou a briga por pontos no Japão logo nas primeiras voltas. Em mais um caso de falha grave de confiabilidade, o alemão já largou com problemas no motor e rapidamente notou que se tratava de uma questão terminal

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O Campeonato Mundial de F1 na temporada 2017 ficou muito, muito perto de Lewis Hamilton independentemente do resultado que o líder do campeonato conseguir no GP do Japão deste domingo (8). Isso porque demorou cinco voltas para o sonho da vitória de Sebastian Vettel se transformar em pesadelo e virar um novo abandono. 

 
O tetracampeão mundial começou a ter problemas na vela ainda antes da largada. Já no grid, uma multidão da Ferrari se multiplicava para tentar solucionar a questão. Vettel largou, aparentemente com tudo normal, mas rapidamente ficou para trás para Max Verstappen. Se no primeiro momento apareceu algo normal, na sequência ficou claro que não era bem assim.
 
 
Daniel Ricciardo deixou Vettel para trás – e agora o alemão estava mais lento. Esteban Ocon e Sergio Pérez também passaram, mas Sebastian se segurou um pouco por conta do safety-car, que fez uma intervenção rápida para a retirada do carro de Carlos Sainz da pista. Quando a bandeira verde foi sacudida, Valtteri Bottas e Felipe Massa também passaram.

Não teve jeito. Pelo rádio, a equipe chamou Vettel para o pit-lane e abandonar a prova. O alemão entrou, enquanto Hamilton e Verstappen escapavam nas primeiras duas colocações. A Ferrari mandou Vettel ficar no carro e tentou consertar o problema por alguns minutos, mas as chances de fazer qualquer coisa na prova tinham ido pelos ares. Com uma diferença possivelmente na casa dos 60 pontos em 100 restantes, a situação é quase insustentável na briga pelo título.

Mecânicos da Ferrari mexem no carro de Sebastian Vettel no grid do GP do Japão (Foto: Reprodução)

É o terceiro GP seguido em que Vettel tem problemas. Em Singapura, Vettel largou na pole-position e acabou se envolvendo num acidente de corrida com Verstappen e Kimi Räikkönen – e ninguém foi punido -; depois, na Malásia, largou na última colocação por ter tido problemas antes do treino de classificação – e ainda conseguiu terminar no quarto posto; agora, partindo da segunda colocação, viu a etapa terminar bem cedo.

A F1 volta em duas semanas, 22 de outubro, para o GP dos Estados Unidos de F1. GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da F1 em Austin AO VIVO e em TEMPO REAL, com livetiming e gráfico interativo.

HÁ ESPERANÇA?

MESMO COM RESULTADO RUIM, VETTEL GANHA FORÇA NA MALÁSIA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube