Quase 2s4 atrás de Vettel, Button afirma que “ficaria surpreso e feliz” se entrar no Q3 no classificatório

Inglês contou que equipe está trabalhando para saber o motivo de o carro não corresponder às expectativas neste início de temporada. Ele reafirmou a intenção de somar o máximo de pontos que puder no GP da Austrália

 As imagens desta sexta-feira em Melbourne
 A volta virtual em Melbourne, narrada por Alonso
 Especial F1 2013, a temporada que vem com rótulo de imprevisível

O ano da McLaren não começou nada bem. Depois de revelar que não conseguiu acertar o carro de maneira ideal durante a pré-temporada na Espanha, Jenson Button ficou quase 2s4 atrás do tempo feito por Sebastian Vettel na segunda sessão de treinos livres realizada nesta sexta-feira (15), em Melbourne.

Desanimado com o desempenho do MP4-28, o inglês afirmou que ficaria muito feliz e surpreso se conseguisse ficar entre os dez primeiros colocados na atividade marcada para este sábado (16) e que define o grid de largada para o GP da Austrália.

Button não foi bem nos primeiros treinos livres na Austrália (Foto: Getty Images)

“Temos que trabalhar e ver por que o carro está assim [ruim] na pilotagem e no downforce. Não fomos perfeitos, mas fomos 2s4 mais lentos e eu ficaria muito surpreso e feliz se ficarmos entre os dez primeiros amanhã. Há muito trabalho a fazer e não é o lugar onde queríamos começar a temporada, mas nem tudo está perdido ainda”, explicou.

“Somos muito bons em mudar e tivemos momentos ruins antes, e não acho que isso seja tão ruim. Temos que olhar os dados de hoje, que vão nos ajudar a entender onde estamos e onde precisamos melhorar”, continuou.

Mais uma vez, Button ressaltou que marcar pontos na abertura da temporada será importante para a equipe. “Da forma como as coisas foram hoje, acho que somar pontos seria muito positivo. Quando as coisas não estão indo no caminho, é importante conseguir o máximo que puder”, disse. “Nós temos algumas fraquezas e Martin [Whitmarsh, chefe de equipe] já apontou isso. Estamos trabalhando para tentar melhorar, mas não encontramos uma direção ainda. É algo que vamos trabalhar e espero encontrar uma solução”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube