“Quase comecei a rir”: Kubica revela reação quando Williams disse que ritmo “não foi tão ruim” na Austrália

Robert Kubica não teve vida fácil no GP da Austrália. Em sua volta à F1, sofreu com a falta de competitividade da Williams durante toda a prova - e revelou que quase começou a rir quando informaram que seu ritmo não era tão ruim

Robert Kubica não teve exatamente o retorno dos sonhos à Fórmula 1. No GP da Austrália, o piloto sofreu com a falta de competitividade da Williams e admitiu que quase começou a rir quando disseram que o ritmo não era tão ruim.
 
O final de semana australiano foi bastante difícil para o piloto. Após classificar-se na última colocação do grid de largada, não conseguia ganhar terreno durante a prova. Com isso, foi o último a receber a bandeira quadriculada entre os que terminaram.
 
A corrida foi bastante tumultuada para o piloto, que se envolveu em um incidente ainda na largada, danificando o carro. Depois disso, não teve vida fácil. “O carro não estava ótimo. Então, na volta 3 da corrida, perdi um dos retrovisores, o que tornou ainda mais difícil com as bandeiras azuis”, pontuou.
 
“Então foi bastante difícil. Uma vez que estava no ar livre me disseram que o ritmo não era tão ruim, na verdade era bom para o carro no estado que estava. Quase comecei a rir, pois de dentro parecia muito mal”, disse.
Robert Kubica (Foto: Williams)

E as coisas começaram complicadas antes mesmo da largada, já que polonês relatou sobre como sofreu momentos de desespero por não conseguir ver as luzes para o início da prova. “Como esperado não foi a mais fácil. Foi minha primeira largada parada após oito anos e quatro meses”, falou.
 

“Nunca havia feito uma largada parada desde Abu Dhabi em 2010. E, na verdade, foi bem boa. Mas tive um pouco de pânico, pois quando parei, não conseguia ver as luzes. A asa traseira da McLaren estava escondendo. Então eu pude ver o primeiro bloco, mas não o resto”, explicou.
 
“E então eu tive que me mover para a esquerda, havia mais luzes, foi um momento de um pouco de pânico”, completou.
 
Entretanto, apesar de tudo, Kubica afirmou que “no geral, estou saindo da Austrália com mais experiência e razoavelmente feliz. Apesar de pensar que nunca diria algo assim com este ritmo e terminando tão atrás. Mas essa é a realidade. “
 
“Provavelmente eu pretendia e me foquei em correr contra outras pessoas. A Williams está em uma fase diferente. Temos que entender que não é fácil e temos que usar finais de semana como um tipo de teste”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube