Räikkönen afirma que segue motivado para conquistar vitórias na temporada 2013

Depois de ser acusado de ter perdido a vontade de pilotar, quando deixou a F1 há três anos, o finlandês afirmou que está mais empolgado do que nunca para brigar pela ponta. O finlandês afirmou que o trabalho na Lotus é a longo prazo

Confirmado na Lotus para a temporada 2013 da F1, Kimi Räikkonen afirmou que continua faminto por vitórias. No atual campeonato, o finlandês venceu a desconfiança para subir ao pódio em seis oportunidades, sendo presença constante em brigas pelas primeiras posições. Por isso, o nórdico disse, nesta segunda-feira (29), que está ainda mais empolgado para triunfar no próximo campeonato.

“Minha fome por vitórias é exatamente a mesma, e acho que já mostrei que sou capaz de lutar por elas. Obviamente, ainda não consegui nenhuma até agora este ano, mas chegamos perto algumas vezes e, com certeza, vamos continuar tentando o quanto for necessário para vencer novamente”, declarou.

O finlandês disse, ainda, que a motivação certamente não será um problema para o próximo campeonato. “Essa temporada me mostrou que ainda amo correr tanto quanto antes”, disse. Obviamente, eu não voltaria ao esporte se não me sentisse assim. Pilotar um carro de F1 ainda me dá a mesma inspiração, e sinto a mesma paixão. Minha motivação está tão forte quanto sempre foi”, completou.

Kimi Räikkönen mostrou que pode luta por pódios e vítórias com a Lotus (Foto: Lotus)

Quando deixou a F1, há três anos, Räikkönen teve seu desempenho contestado e foi acusado de não estar motivado o suficiente para vencer o campeonato novamente. Nesse retorno à categoria, as especulações quanto à vontade de pilotar retornaram, mas após o bom desempenho, já não á mais desconfiança.

Outro questionamento que o nórdico recebeu foi se teria condições de voltar a ser competitivo após dois anos no Mundial de Rali (WRC). Kimi explicou que não deixou de correr por estar em outra categoria, então sabia que poderia voltar a brigar pelas primeiras posições.

 “Acho que algumas pessoas tiveram dúvidas de como seria meu desempenho depois de eu ter ficado fora por um tempo. Pessoalmente, eu não senti que parei de correr de vez. Eu posso ter feito alguma coisa diferente com o rali, mas depois de voltar à F1, imediatamente me senti em forma – e rápido o bastante – para correr novamente”, disse.

Com toda a desconfiança ficando para trás, Räikkönen afirmou que 2012 foi apenas o começo, já que a temporada serviu para que a Lotus se preparasse para voltar a lutar com as equipes grandes. “Nós provamos, como uma equipe, que podemos construir e desenvolver um carro confiável. Esse ano tem sido bom para fixarmos plataformas sólidas. Nós sabemos o que precisamos para melhorar em áreas importantes, o que deve nos ajudar a conquistar resultados ainda melhores no ano que vem”, acrescentou.

Por fim, Kimi reconheceu que precisa melhorar o rendimento nos treinos classificatórios se quiser ter mais chances de brigar por vitórias na próxima temporada da F1.

“Eu acho que para poder ter um desempenho melhor nas corridas, preciso encontrar algo em mim mesmo e no carro para o qualifying. Essa temporada tem mostrado que você precisa estar nas duas primeiras filas para poder vencer sempre. É importante melhorar a posição no grid para 2013. Esse é um dos principais objetivos para mim”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube