Räikkönen vê evolução na Ferrari, mas garante que “não fica feliz” com sexta colocação na Malásia

Kimi Räikkönen acredita que time está melhor que duas semanas atrás, na Austrália, mas ainda não está satisfeito

A cobertura completa do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
As imagens do sábado da F1 na Malásia
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

A Ferrari se mostrou melhor durante o fim de semana na Malásia do que havia, até então, nos testes de inverno e na etapa inaugural da temporada, na Austrália. Com Fernando Alonso na quarta colocação, e Kimi Räikkönen logo atrás, em sexto, a equipe italiana se equiparou à Red Bull, e rendeu melhor que McLaren e Williams.
 
Porém, para Räikkönen, o resultado não foi satisfatório. O campeão mundial de 2007 não se fez de rogado para afirmar que o resultado não foi o que ele esperava.
Kimi Räikkönen não está feliz (Foto: Getty Images)

"Não fico feliz com o sexto lugar, mas dadas as circunstâncias, não posso dizer que estou surpreso. O que interessa é ir bem amanhã. Vai ser uma corrida dura, especialmente pelas temperaturas altas, mas estou confiante. Estamos melhor aqui que na Austrália. Se não tivermos problemos, devemos conseguir um melhor resultado. Estou me sentindo cada vez mais confortável com o carro", disse Kimi.
 
O finlandês também ressaltou a chuva que forte que caiu em Sepang, mas explicou que teve problemas além da água.
 
"A chuva fez dessa classificação muito difícil. Eu sabia que no molhado seria bem difícil, mas não esperava tantos problemas. A tração estava ruim e com o pneu para chuva estávamos perdendo aderência depois da primeira volta. Agora temos que descobrir o porquê", afirmou.
 
GP da Malásia inicia às 5h do domingo, com acompanhamento em tempo real do GRANDE PRÊMIO.

'TOP GEAR BARBADOS' com LEWIS HAMILTON e o GRANDE PRÊMIO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube