RB fala em “explorar tudo” para resolver problema em largadas: “Processo constante”

Apesar de Yuki Tsunoda e Daniel Ricciardo estarem com dificuldades para conseguir largar bem nesta temporada, o diretor de corridas da RB, Alan Permane, fez questão de elogiar o ótimo desempenho da equipe em curvas de baixa velocidade

Sexta colocada na classificação do Mundial de Construtores após as oito primeiras etapas da temporada 2024, a RB (Visa Cash App RB) sabe que ainda tem muito trabalho a fazer se quiser chegar no nível das equipes da parte de cima da tabela. Alan Permane, diretor de corridas, declarou que as largadas ruins de Yuki Tsunoda e Daniel Ricciardo são o principal ponto fraco do time de Faenza, ao mesmo tempo em que elogiou o desempenho da VCARB 01 nas curvas de baixa velocidade.

De fato, nos GPs do Japão, China, Emília-Romanha e Mônaco, pelo menos um dos pilotos acabou perdendo posições importantes logo no apagar das luzes, dificultando a recuperação nas voltas seguintes e custando pontos valiosos para a RB na disputa do campeonato. Após a etapa em Ímola, o próprio Ricciardo reconheceu que a equipe está sendo prejudicada por causa das largadas ruins, embora tenha admitido que não saiba o motivo de isso estar acontecendo.

Contratado pela escuderia irmã da Red Bull no início desta temporada, Permane, por sua vez, garantiu que a esquadra tem feito tudo o que pode para resolver o problema, apesar de eles ainda não terem encontrado nenhuma resposta. “Precisamos apenas continuar trabalhando e fazendo o nosso melhor”, começou Alan.

“Há regulamentos muito rígidos da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) em relação ao que podemos ou não fazer. Só precisamos ter certeza de que estamos explorando tudo, todas as áreas que pudermos, dos pneus ao controle de embreagem, controle do motor e esse tipo de coisa. Vamos tentar”, acrescentou.

Permane deixou claro que RB está trabalhando duro para encontrar solução (Foto: Reprodução/F1)

Quando questionado se o problema é causado por algum erro dos pilotos ou se tem origem em alguma falha mecânica, o diretor não soube responder. “Honestamente, não sei a resposta para isso. Estamos tentando várias coisas para melhorar. Sabemos qual procedimento queremos que os pilotos façam, mas não sabemos o quão correto ele está, então são essas coisas que vamos explorar”, explicou o britânico, que também falou sobre o trabalho realizado com os pneus durante a volta de aquecimento.

“Sinceramente, é algo que trabalhamos em todas as corridas para tentar colocá-los na melhor janela. Há duas coisas principais que olhamos nos pneus, que são as temperaturas interna e externa. E precisamos ajudar os pilotos a chegar no ponto ideal. É um processo constante”, sublinhou.

Até aqui, o GP de Miami foi, sem dúvida, o de maior sucesso para a RB na temporada. Enquanto Ricciardo terminou a corrida sprint na quarta posição e somou cinco pontos, Tsunoda foi apenas oitavo na prova curta, mas cruzou a linha de chegada no dia seguinte na sétima colocação, totalizando 12 pontos para a equipe. Os bons resultados conquistados no circuito próximo ao Hard Rock Stadium e em Mônaco, há quase 15 dias, quando o japonês foi oitavo, provaram que a esquadra italiana tem um ponto forte: curvas de baixa velocidade.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Tsunoda foi bem nas ruas estreitas de Mônaco e terminou em oitavo (Foto: Red Bull Content Pool)

“Até agora, parece que nossa força tem sido nas curvas de menor velocidade. Se olharmos para Miami, naquele trecho entre as curvas 11 e 16, fomos muito competitivos”, lembrou Permane. “Ainda temos as equipes mais rápidas que, honestamente, vão bem em qualquer lugar. Acho que nosso déficit em relação a elas tem sido em [ritmo de] alta velocidade”, observou.

“É aí que queremos nos concentrar. Mas não queremos tirar o foco do ritmo em baixa velocidade, porque normalmente passamos mais tempo nas curvas de baixa. Então, ter um carro que trabalha assim geralmente te dá mais tempo de volta”, finalizou o diretor da RB.

Fórmula 1 retorna de 7 a 9 de junho com o GP do Canadá, nona etapa da temporada 2024.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.