Red Bull admite que cogitou Hülkenberg até definir futuro de Albon na F1

Consultor da Red Bull, Helmut Marko afirmou que Nico Hülkenberg foi cotado para uma vaga no time até a definição do futuro de Alex Albon. Dirigente lembrou que a iniciativa partiu do alemão

Nico Hülkenberg acabou sem vaga na Fórmula 1 para 2020, mas o destino do alemão poderia ter sido diferente. Consultor da Red Bull, Helmut Marko admitiu que o alemão foi cotado para uma vaga na escuderia dos energéticos.
 
Hülkenberg passou por Williams, Sauber, Force India e Renault na F1, mas acabou sem vaga ao ser substituído por Esteban Ocon na escuderia francesa para 2020. 
Nico Hülkenberg (Foto: Renault)
Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Ciente de suas possibilidades, Nico tentou uma vaga na Red Bull e, de acordo com Marko, foi cotado para o assento austríaco até a definição da permanência de Alex Albon ao lado de Max Verstappen.
 
“A iniciativa veio de Hülkenberg”, disse Marko ao site ‘Motorsport-Total.com’. “Naquela época, nós não sabíamos como as coisas acabariam com Albon, então deixamos aberto. Uma vez que escolhemos Albon, ficou claro que não tinha lugar para Hülkenberg conosco”, seguiu.
 
“Caso contrário, quebraríamos nossas promessas. Até aqui, só pegamos pilotos do nosso programa de jovens. Isso dá aos nossos jovens muita segurança assim que eles estão conosco. As chances deles de chegarem à F1 são, portanto, muito altas”, ponderou. “Eu não quero dizer que nunca vamos pegar ninguém de fora, mas deve ser significativamente melhor”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube